Segundo edital do Partiu Estágio convoca quase três mil estudantes

partiu estágio uilton nte 20

A relação dos 2.897 universitários aprovados no segundo edital do Programa Partiu Estágio já está disponível no site da Secretaria da Administração do Estado (Saeb). A novidade foi anunciada pelo governador Rui Costa durante conversa com internautas, em sua página no Facebook, nesta terça-feira (3). Os estudantes estão sendo informados sobre a convocação pelo e-mail informado no ato de inscrição.

Lançado em abril deste ano, o Partiu Estágio já teve dois editais – o primeiro alcançou 20.108 inscritos e o segundo, publicado em agosto, teve 23.405 interessados. O grande número de inscritos nos dois editais ratifica o interesse dos universitários baianos em estagiar nos órgãos públicos do Estado. “É a oportunidade para o estudante aperfeiçoar o curso que está fazendo na universidade, além de ganhar uma bolsa para apoiar nos estudos”, afirmou Rui.

De acordo com a convocação, os universitários terão o prazo de dez dias úteis para se apresentarem no órgão ou entidade no qual irão estagiar, devendo levar os documentos pessoais listados em edital. O prazo para comparecimento no local de estágio se inicia no dia do recebimento do e-mail. O não comparecimento dentro do prazo estipulado implica na perda da vaga de estágio.

O contrato dos jovens selecionados tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação. As atividades que serão desenvolvidas estarão previstas no Plano de Estágio, documento que será assinado pelo estudante, pela instituição de ensino superior e pelo órgão contratante no ato da contratação, juntamente com o Termo de Compromisso de Estágio. A duração da atividade é de quatro horas diárias e 20 horas semanais. Durante a vigência do estágio, o estudante terá direito a bolsa mensal, auxílio-transporte e recesso remunerado proporcional.

Gerido pela Saeb, o programa garante acesso a oportunidades de formação em sua área de graduação a jovens universitários que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no CadÚnico e para aqueles que tenham estudado todo o Ensino Médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. Podem participar universitários regularmente matriculados em cursos presenciais de instituições estaduais, federais e privadas com sede na Bahia. É necessário ainda que o universitário tenha idade mínima de 16 anos e que tenha cumprido pelo menos 50% do curso de formação.

Documentação exigida para o estudante começar a estagiar:

– Comprovante de residência
– Original e cópia da Carteira de Identidade
– Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF)
– Original e cópia de carteira de identidade do representante legal ou do termo de guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso
– Declaração da instituição de ensino informando o semestre letivo, o turno de estudo, o curso de formação e sua natureza presencial e a conclusão de, no mínimo, 50% do curso
– Comprovante de matrícula e frequência na instituição de ensino
– Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público
– Original e cópia do título de eleitor, se for o caso
– Original e cópia do certificado de reservista, se for o caso
– Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS)
– Comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso
– Histórico escolar do Ensino Médio
– Declaração da escola em que cursou o Ensino Médio, como bolsista integral, se for o caso
– E-mail convocatório emitido pelo sistema.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Estudantes apresentam projetos artísticos e culturais na Flica 2017

flica esudantes

Os estudantes da rede estadual terão um espaço especial na Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) 2017, que acontece entre os dias 5 e 8 de outubro, no município de Cachoeira, na região do Recôncavo Baiano. Na Casa Educar para Transformar, instalada no prédio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), estudantes irão apresentar projetos de arte e cultura desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado, com o objetivo de dinamizar o ambiente escolar e promover o protagonismo estudantil.

Serão expostas criações de 70 estudantes de escolas dos Núcleos Territoriais de Educação de Bom Jesus da Lapa (NTE 2), Serrinha (NTE 4), Teixeira de Freitas (NTE 7), Amargosa (NTE 9), Barreiras (NTE 11), Macaúbas (NTE 12), Caetité (NTE 13), Itaberaba (NTE 14), Jacobina (NTE 16), Alagoinhas (NTE 18), Feira de Santana (NTE 19), Vitória da Conquista (NTE 20), Santo Antônio de Jesus (NTE 21), Jequié (NTE 22), Santa Maria de Vitória (NTE 23), Senhor do Bonfim (NTE 25), Salvador (NTE 26) e Eunápolis (27).

Vitória da Conquista (NTE 20), será representado por Maria Luíza de Matos Nogueira, estudante do Colégio da Polícia Militar Eraldo Tinoco, vencedora do projeto Tempos de Arte Literária – TAL de 2014 com a obra “Meu Nordeste Brasileiro”.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, fala sobre a importância da participação dos estudantes no evento. “A arte e a cultura fazem parte do currículo nas escolas estaduais e os estudantes são grandes protagonistas. Na Flica, eles terão a oportunidade de apresentar as suas criações, ao mesmo tempo em que poderão ampliar seus conhecimentos, a partir da troca de experiências e de todas as possibilidades que a Flica apresenta”, afirmou.

A Casa Educar para Transformar será aberta, a partir das 9h, da quinta-feira (5/10), com a apresentação da Fanfarra do Colégio Estadual de Cachoeira. Na programação da Casa Educar para Transformar, os visitantes poderão conferir a exposição das obras dos projetos de Artes Visuais Estudantis (AVE) e Educação Patrimonial e Artística (EPA). Ainda serão realizados o Recital de Gregório de Mattos: Boca do Inferno e apresentações de obras literárias selecionadas no Concurso Festa literária na rede estadual, que foi promovido pela Secretaria da Educação do Estado em homenagem a Gregório de Matos. Também será feita uma homenagem pelos 170 anos do poeta Castro Alves.

Na programação, constam apresentações do Black Dance, grupo de dança de rua e de teatro do Colégio Estadual Elisabeth Chaves Veloso, localizado em Salvador. Na Tenda Literária, outro espaço da Casa, serão realizadas as oficinas literárias e ‘De olho no Braile’ sobre leitura braile, com a coordenação de Educação Inclusiva da Secretaria da Educação do Estado. No espaço, serão realizadas, ainda, oficinas artísticas para a confecção de máscara, além de debates sobre a sétima arte, por meio do ‘Papo de Cinema’, com as participações do estudante Kéfas Matos, destaque pela produção de audiovisuais, pelo projeto Produção de Vídeos Estudantis, da rede estadual e de outros convidados.

Além dos projetos estudantis, a Casa Educar para Transformar contará, também, com um Sarau literomusical e encontros literários, mostras e recitais, além de atividades de órgãos do Estado, como a Secretaria da Cultura (Secult) e Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). O IPHAN também irá realizar atividades no espaço. Paralelamente, os estudantes também participarão da mostra de livros, na Praça Teixeira de Freitas, com a Coleção Pactos de Leituras, editada pela Secretaria da Educação do Estado e produzida por autores baianos.

Confira a programação da Educação na Flica 2017

– Quinta-feira (5/10)
9h – Abertura – Apresentação da Fanfarra do Colégio Estadual de Cachoeira
9h às 20h – Exposição das criações estudantis do AVE e do EPA
9h às 20h – Oficina artística de confecção de máscaras
9h às 11h – Recital de Gregório de Mattos: Boca do inferno / apresentações de obras literárias selecionadas no Concurso Festa Literária na rede estadual
9h às 19h – Mostra de livros – Coleção Pactos de Leituras (autores baianos) – Edital de Literatura Infantil (Praça Teixeira de Freitas)
9h/14h/19h – Cantinho de leitura e contação de histórias (Praça Teixeira de Freitas)
14h às 15h – Encontros literários
15h às 16h – Papo de cinema
16h às 17h – Black Dance
17 às 19h – Sarau do Gregório de Mattos: Boca do inferno/ Festa Literária na rede estadual

– Sexta-feira (6/10)
9h às 20h – Exposição das criações estudantis do AVE e do EPA
9h às 20h – Oficina artística de confecção de máscaras
9h às 11h – Tenda Literária – Oficinas literárias e Oficina ‘De olho no Braile’.
9h às 19h – Mostra de Livros – Coleção Pactos de Leituras (autores baianos) – Edital de Literatura Infantil (Praça Teixeira de Freitas)
9h/14h/19h – Cantinho de leitura e contação de histórias (Praça Teixeira de Freitas);
14h às 15h – Encontros literários;
17h às 18h – Black Dance;
17h30 às 18h30 – Sarau líteromusical

– Sábado (7/10)
9h às 20h – Oficina artística de confecção de máscaras;
9h às 12h – Tenda literária – Oficinas literárias;
9h às 19h – Mostra de livros – Coleção Pactos de Leituras (autores baianos) – Edital de Literatura Infantil (Praça Teixeira de Freitas);
9h/14h/19h – Cantinho de leitura e contação de histórias (Praça Teixeira de Freitas);
14h às 15h – Encontros literários;
17h às 18h – Black Dance;
18h às 19h – Sarau líteromusical.

– Domingo (8/10)
9h às 10h – Black Dance;
9h às 12h – Mostra de livros – Coleção Pactos de Leituras (autores baianos) – Edital de Literatura Infantil (Praça Teixeira de Freitas).

 

 

 

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Estudantes da rede pública de ensino participam de Festival Conquistense de Frisbee

IMG-20171002-WA0040

Cerca de 200 estudantes de três escolas da rede pública estadual de ensino  (Abdias Menezes​, Colégio Modelo e Camilo De Jesus Lima​),  território de identidade NTE 20, estão participando da 3° edição do Conquista Frisbee, Festival Conquistense de  Ultimate Frisbee, modalidade  esportiva com  discos pouco conhecida no Brasil.
A competição está sendo realizada com duas partidas simultâneas nos dois turnos, durante dois dias, nesta segunda e terça-feiras (2 e 3/10) no estádio Edvaldo Flores, em Vitória da Conquista.
 
COMO SURGIU 
 
O Frisbee surgiu por volta de 1940, quando alguns universitários brincavam de arremessar pratos de tortas em uma loja chamada Frisbie’s. Na época, o “esporte” acabou virando mania entre os jovens, e logo foram fabricados os primeiros discos de plástico que pesavam 175 gramas. O Frisbee é o único esporte em que não existe a exigência de um árbitro.
É competido por duas equipes, com 7 jogadores em cada. Uma equipe é a que ataca e a outra é a que defende. A equipe que estiver atacando deverá passar o Frisbee de jogador para jogador, até chegar à zona do gol, assim que o Frisbee chegar à mão de outro atacante na zona do gol é marcada a pontuação
A equipe de defesa deve tentar impedir que os atacantes recebam o Frisbee na zona do gol. Além disso, devem tentar pegar o Frisbee para marcar mais pontos. A equipe que fizer o maior número de gols será a vencedora. O Frisbee deve ser passado de jogador para jogador, em um tempo de 10 segundos.
IMG-20171002-WA0033

 

Mais Futuro: Universitários devem atualizar CadÚnico para participar da 2ª etapa

mais futuro

 

O Governo do Estado está preparando a segunda etapa do programa Mais Futuro, prevista para abrir inscrições nos próximos dias. A iniciativa oferece auxílio financeiro para os estudantes das universidades Estadual de Feira de Santana (Uefs), de Santa Cruz (Uesc), do Sudoeste da Bahia (Uesb) e para a Universidade do Estado da Bahia, (Uneb), que estejam em condições de vulnerabilidade socioeconômica, participantes do CadÚnico, além de oportunidades de estágio no setor público.

Os interessados em participar desta segunda etapa devem estar atentos para ter o registro atualizado no cadastro centralizado de programas sociais do governo federal (CadÚnico). Para fazer essa atualização é preciso ir até o setor responsável pelo CadÚnico ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Caso não saiba onde fica o local de cadastramento, o interessado pode buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo de sua casa.

Em muitas localidades, o próprio Cras realiza o cadastramento das famílias. Candidatos ao programa Mais Futuro também não devem possuir vínculo empregatício e não ter concluído qualquer outro curso de nível superior. O incentivo garante a permanência desses estudantes nas salas de aula e a conclusão dos cursos de graduação.

“Essa iniciativa do Governo do Estado é de fundamental importância para assegurar que os estudantes permaneçam no curso sem sofrer descontinuidade. Sabemos o quanto o auxílio financeiro é importante para os jovens continuarem seus estudos na universidade, por isso, estamos atentos às necessidades deste segmento e continuaremos a investir na formação dos nossos jovens”, afirmou o governador Rui Costa.

O valor da bolsa é de R$ 300 para quem estuda a até 100 quilômetros de onde mora, ou de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade moradia temporária na cidade onde estuda. Estando dentro do perfil do programa, o estudante poderá receber o auxílio desde o primeiro semestre até completar dois terços do curso. No terço final da graduação, os beneficiários terão a opção e prioridade para ingressar em vagas de estágio de nível superior ofertadas por órgãos e secretarias do Governo do Estado.

Até o fim de 2018, cerca de R$ 50 milhões serão investidos pelo Governo de Estado no programa. Para o secretário da Educação, Walter Pinheiro, o investimento dialoga com outras políticas do governo do estado. “É um investimento nas pessoas. Nosso objetivo é preparar os estudantes para o futuro. Queremos dar suporte para que eles não abandonem a universidade e também possam evoluir profissionalmente através de estágios e até mesmo contribuir com a outra parte da rede na educação básica, no ensino e na educação profissional”.

O pagamento das bolsas é feito diretamente ao próprio estudante, por meio de cartão, em conta bancária criada exclusivamente com essa finalidade. Mais de quatro mil jovens foram selecionados na primeira etapa. Entre eles, 3.600 já recebem o auxílio financeiro, chamado auxílio permanência, e os 400 estudantes restantes ganharam a oportunidade de estagiar em órgãos do governo baiano.

Para o secretário da Administração, Edelvino Goes, o programa Mais Futuro “é um case de sucesso nacional em termos da administração pública, pela complementaridade da políticas públicas e pelo papel assumido pelo Estado na formação de mão de obra qualificada para o setor público, por meio do estágio, pois muitos desses jovens prestarão concurso futuramente”.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Coordenadores pedagógicos da Bahia visitam escolas transformadoras

coordenadores pedagogicos

Deu início nesta terça-feira, dia 26, a imersão de coordenadores pedagógicos dos 27 territórios de identidade da Bahia e representantes da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (Superintendência de Educação Profissional Técnica) nas escolas de Educação Profissional que fazem parte do programa Escolas Transformadoras.

Os coordenadores pedagógicos da Bahia estiveram até quinta-feira, dia 28, em três escolas transformadoras de Educação Profissional para conhecer experiências transformadoras de educação, para poderem se inspirar, se mobilizar e instrumentalizar seus trabalhos para liderarem reconstrução dos currículos de suas unidades escolares. Foram anfitriãs desta imersão: o Instituto Federal do Paraná – Campus Jacarezinho, o Serviço de Tecnologia Alternativa (SERTA), em Pernambuco e a Escola Estadual de Educação Profissional Alan Pinho Tabosa, no Ceará.

A visita faz parte de uma jornada de educação feita pela Secretaria da Educação do Estado em parceria com o Escolas Transformadoras. Na primeira etapa, realizada entre os dias 19 e 21 de setembro, os participantes discutiram o processo de ensino-aprendizagem na Educação Profissional, e trabalharam conceitos de educação transformadora, inovação pedagógica e competências transformadoras, como empatia, protagonismo, trabalho em equipe e criatividade.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Secretaria abre processo seletivo interno de professores para atuação na Educação Profissional e Tecnológica

educacao-profissional seleção

A Secretaria da Educação do Estado divulgou, nesta quarta-feira (27), o novo cronograma para o processo seletivo interno de pessoal para a contratação de 60 servidores efetivos do magistério com formação em qualquer área de conhecimento, integrantes do Magistério Público Estadual e vinculados à Secretaria da Educação.

Veja o novo Cronograma

Neste primeiro momento serão selecionados para composição imediata do quadro, 10 profissionais para atuar na Superintendência da Educação Profissional e Tecnológica (SUPROT) e 27 para exercício nos Núcleos Territoriais de Educação (NTE), sendo um profissional em cada NTE. As 23 vagas restantes ficarão como cadastro de reserva para atuação no Programa de Planejamento, Monitoria e Avaliação da Gestão dos Centros e Cursos de Educação Profissional da Bahia junto à SEC.
Para participar do processo seletivo, o interessado deve ser professor efetivo com formação em qualquer área de conhecimento; estar em efetivo exercício da função; possuir vínculo de 40 horas semanais com a SEC; ser graduado em qualquer área de conhecimento, dentre outros requisitos presentes no edital 04/2017. A seleção será realizada em duas etapas: análise curricular e estrevista técnica, de acordo com o cronograma abaixo.
Os candidatos devem enviar, via Sedex, a ficha de inscrição (ANEXO I) juntamente com o curriculum e documentos solicitados no edital, para o endereço: Avenida Luiz Viana Filho, 5ª Avenida, nº 550, sala 220 (Suprot). Centro Administrativo da Bahia (CAB). Salvador.

Estudantes da rede estadual participam da 10ª Feira de Estágio e de exposição de arte em Conquista

14522828_1096550223755268_6192469603555790364_n

Estudantes do ensino médio e da Educação profissional de Vitória da Conquista participam neste sábado (30), da 10ª Feira de Estágio no prédio do SENAI. São esperadas mais de duas mil e trezentas pessoas, entre estudantes e profissionais.

Na programação constam palestras, capacitações, talk show, corrida pelo estágio, núcleos de atendimento, stands institucionais, mural de vagas de estágio e emprego, feira de livros, mostra juvenil, atividades de robótica e a culminância do projeto estruturante Artes Visuais Estudantis (AVE), da Secretaria da Educação  da Bahia. O público participante vai escolher a obra que representará o NTE 20 no Festival Estudantil Estadual em Salvador.

Criado em 2008, o Artes Visuais Estudantis (AVE) trata-se de um projeto pioneiro, de caráter educativo, artístico e cultural, concebido a partir de uma perspectiva abrangente, pois envolve os estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio e equivalentes (Educação de Jovens e Adultos – EJA, Ensino Normal e Tecnológico) da rede estadual de educação da Bahia.

Dentre os objetivos, o AVE propõe estimular a criação de obras de artes visuais nos contextos escolares, assim como a valorização das expressões culturais regionais; estimular o processo de embelezamento e estetização da escola e da vida; promover exposições dessas obras de arte estudantis nos contextos escolares; estimular a produção artística, buscando compreender a obra de arte como objeto de ampliação do conhecimento, assim como instrumento de mudanças; além de interagir com outras culturas.

 14470391_1096550287088595_5759193542929489316_n

 

 

 

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Plataformas digitais ajudam estudantes na preparação para o Enem

enem1Muito além das redes sociais, a tecnologia pode ser uma grande aliada na preparação dos estudantes que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Plataformas digitais gratuitas dispõem de conteúdo de todas as disciplinas. O Governo do Estado, através da Secretaria de Educação (SEC), disponibiliza o Ambiente Educacional Web. Com conteúdo elaborado pelo Instituto Anísio Teixeira (IAT), a plataforma é de livre acesso e oferece preparação específica para o Enem.

“São mídias que têm uma abordagem interdisciplinar, que trata também dos temas transversais e são muito de acordo com o que é solicitado no Enem”, explica o coordenador da Rede Anísio Teixeira, Yuri Wanderley. Para o Enem 2017, há uma novidade: a Plataforma Anísio Teixeira (PAT), que reúne todas as mídias e tecnologias educacionais desenvolvidas pelo IAT em um único local. “Lá na PAT nós estamos apresentando algumas ações especiais, uma delas é o Mutirão para o Enem. Ao acessar a plataforma, há um blog, no qual estamos publicamos postagens interdisciplinares, já tentando mostrar para o estudante essa forma de abordagem que a prova tem”, completa.

enem 2

Outra ferramenta parceira da SEC é o Módulo Edux, uma espécie de rede social da educação que oferece, gratuitamente, interação, aprendizado e oportunidades para alunos, professores, gestores e empresários. São 7 mil questões de todas as disciplinas. Mais de 280 escolas baianas já usam o recurso. O coordenador da plataforma, Antônio Marival, explica que o Edux oferece conteúdo de excelência, é uma rede social acadêmica e funciona como um game da vida real. “A gameficação dos processos produz interatividade, os alunos competem, eles são competitivos por excelência”, afirma o professor, que pretende criar um sistema de recompensa.

O estudante Lorenzo Eros, 16 anos, aluno do 3º ano do Colégio Estadual Raphael Serravale, em Salvador, pretende cursar Engenharia Mecânica. A preparação para o vestibular é intensa. Ele faz curso pré-vestibular através do programa Universidade Para Todos e é dono da maior pontuação no Edux, que começou a usar desde junho com certa resistência até se destacar e descobrir que faz toda diferença.

“Eu me cadastrei, mas nunca tinha usado. Aí, eu fiz uma aposta com um colega e disse que ia ultrapassá-lo. Então, eu comecei a jogar todos os dias, igualei o número de pontos dele, que parou de jogar. Eu já tinha alcançado meu objetivo, mas coloquei na cabeça que ia fazer todas as atividades que eu conseguisse fazer no Edux. Ano passado, eu fiz Enem e fui bem sem estudar. Esse ano, com todas as preparações, eu acho que eu estou muito mais preparado para fazer a prova. O Edux ajuda se você se dedicar”, declara o jovem.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Bahia lança a 3ª Conferência Estadual de Educação

conferencia estadual de educação

 

A 3ª Conferência Estadual de Educação foi lançada, nesta terça-feira (26), no município de Una, região Sul da Bahia (a 519 Km de Salvador), durante I Itinerário Formativo – Núcleo Territorial Litoral Sul, organizado pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/BA), em parceria com o Fórum Estadual de Educação. A atividade contou com a participação de mais de 200 gestores da Educação, entre os quais o subsecretário da Educação do Estado, Nildon Pitombo.

Segundo Pitombo, o lançamento da conferência exprime a necessidade do diálogo permanente em torno da melhoria da qualidade da educação pública. “Junto com os fóruns municipais e com o Fórum Estadual de Educação é importante produzirmos os instrumentos normativos e orçamentários que garantem a cobertura financeira para a execução dos projetos educacionais. É chegada a hora de agirmos juntos, em cooperação solidária e prospectiva, para olharmos o desenvolvimento futuro do Estado”, destacou.

O subsecretário ainda ressaltou que o lançamento também serviu para o debate sobre o documento base regido pela Conferência Nacional de Educação. “Tivemos a participação do professor doutor Luiz Fernandes Dourado, que proferiu uma palestra sobre o documento básico nacional que será discutido em 2018, além do debate sobre a consolidação dos Planos de Educação municipais, estaduais e do Distrito Federal”, ressaltou.

Também participaram do evento, o presidente da Undime Regional, Willians Panfile, a presidenta da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação, Gilvânia Nascimento, o presidente do Fórum Estadual de Educação (FEEBA), Marcius Gomes e a coordenadora de Programas Especiais do Estado, Elenir Alves.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Estudantes da Rede Pública Estadual já podem fazer a inscrição para a formação Produção de Mídias na Educação

produção de midias

Estão abertas até o dia 01 de outubro, as inscrições para a formação Produção de Mídias na Educação, oferecida pela Secretaria da Educação através do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e da Rede Anísio Teixeira (Programa de Difusão de Mídias e Tecnologias Educacionais Livres da Rede Pública Estadual de Ensino), como objetivo de preparar uma equipe de produção multimídia, para atuar na Cobertura Colaborativa do 5º Encontro Estudantil, que acontece de 26 a 28 de outubro, na Arena Fronte Nova.

20 estudantes do ensino médio da rede estadual de ensino farão a cobertura colaborativa do evento, com a produção de textos, fotos, áudios e vídeos, que serão disponibilizados no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Para atuar na cobertura colaborativa, os estudantes passaram por uma oficina promovida pelo IAT, por meio do Programa de Difusão de Mídias e Tecnologias Educacionais – Rede Anísio Teixeira, que acontece de 05 a 28 de outubro. A inscrição será feita através de preenchimento do formulário eletrônico disponível no link: http://bit.ly/2ftqgEE, no período de 25 de setembro a 01 de outubro de 2017.

A formação propõe estimular a apropriação e a capacidade de interpretar e usar as mídias digitais com mais autonomia, profundidade, ética, colaboração e criticidade, visando promover a apropriação e produção tecnológica por parte de estudantes no que tange o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs). O curso é composto de 5 (cinco) módulos, de realização de atividades práticas, da realização de um projeto de implantação de um núcleo de produção e compartilhamento de mídias na unidade escolar de origem dos cursistas e de um momento de avaliação geral do processo formativo.

 

 

 

 

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia