Secretaria da Educação abre inscrições para curso de aperfeiçoamento para professores e coordenadores pedagógicos

volta-aulas-20142-claudionor-junior-ascomeducacao-12

A Secretaria da Educação do Estado abriu, nesta quarta-feira (6), as inscrições para o curso “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, destinado a professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino. As inscrições são feitas, exclusivamente, via internet, e seguem até às 23h59, do dia 12/12. Na modalidade de Educação à Distância (EAD), o curso será iniciado no dia 1° de fevereiro de 2018.

O curso faz parte das ações do Governo do Estado para a promoção dos educadores dos Ensinos Fundamental e Médio do magistério público estadual. Os participantes concluintes do curso terão um ganho médio de 14% em seus vencimentos até maio de 2019. O pagamento de 6% sobre o vencimento básico dos educadores, referente à primeira promoção, será feito ainda este ano. O valor da segunda promoção será antecipado em setembro de 2018. As promoções estão condicionadas à inscrição e à frequência dos professores e coordenadores na capacitação, dividido em dois módulos.
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, falou sobre a iniciativa. “Esta é mais uma das ações que estamos implementando para fortalecer o eixo pedagógico das escolas. Mesmo em uma conjuntura econômica nacional adversa e enfraquecida, o governador Rui Costa toma esta atitude, que valoriza a carreira do magistério por meio da promoção dos professores e coordenadores. Portanto, este curso irá trazer também um grande benefício para a rede, fortalecendo a pedagogia da escola e o processo de ensino e aprendizagem com o uso das novas tecnologias”, afirmou.
Sobre o curso - O curso tem como objetivo tornar evidente na prática pedagógica da rede pública estadual de ensino a natureza transformadora das tecnologias educacionais, seja na vertente operacional ou na humanizadora, no processo de ensino-aprendizagem nas diversas áreas do conhecimento. As aulas serão realizadas fazendo uso de uma estrutura tecnológica e metodológica que possibilitará aos professores e coordenadores pedagógicos acessá-lo, por meio de ambiente virtual de aprendizagem através do site www.sec.ufba.br. Para o acesso, o educador deverá fazer uso do nome de usuário e senha, fornecidos através do e-mail informado no ato da inscrição.
O curso terá a carga horária integral de 120 h, e será constituído de dois módulos de 60h cada. O primeiro terá três etapas divididas em: Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) para a comunicação e coleta de dados (25 h); TDIC para Comunicação, Produção e Colaboração (25 h); e Avaliação do Módulo (10 h). O segundo módulo também terá três etapas divididos em: TDIC para Organização e Criação (25 h); Ambientes Virtuais de Aprendizagem (25 h); e Avaliação do Módulo (10 h). Para a conclusão do curso “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais” serão exigidos o aproveitamento com média 6,0 e a frequência mínima de 75% da carga horária total do curso.

Multiplicadores do programa Formação pela Escola planejam ações para 2018

whatsapp-image-2017-12-05-175606

 

Os multiplicadores do programa Formação pela Escola (FPE) dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs) estão reunidos, nestas terça (5) e quarta-feira (6), em Salvador, para sistematizar as ações do programa do Ministério da Educação, ligado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a partir de relatos de práticas de experiências dos multiplicadores, bem como planejar as ações de 2018. O programa conta com 293 municípios adidos e já foram formados mais de 50 mil cursistas pelos dez cursos que são oferecidos pelo FPE, na modalidade Educação à Distância.

A coordenadora de Programas Especiais (COPE) da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Elenir Alves, destacou a importância do programa, especialmente para as redes municipais de Educação. “Temos muitas demandas dos municípios e este é um programa que não é interrompido e os cursos são bimestrais. Ou seja, estamos aqui avaliando os cursos realizados em 2017, mas em janeiro já teremos novas turmas dos dez cursos que envolvem o programa que, além de ajudar na gestão municipal no que se refere à qualidade pedagógica do ensino, contribui na efetividade social lá na ponta”.

Conforme a coordenadora estadual do programa Formação pela Escola, Graciene Guimarães, há municípios que já ofereceram mais de dez turmas durante o ano de cursos, como o do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), o do Censo Escolar e o de Transporte Escolar. “Estamos neste encontro com os 25 multiplicadores, já que temos dois profissionais que atendem mais de um NTE, e a nossa meta para 2018 é atingir todos os municípios baianos para poder empoderá-los com questões de políticas públicas, no sentido de controle social dos programas que são ofertados tanto pelo MEC, como pelo FNDE.

A multiplicadora do Formação pela Escola, Abnil Azevedo, contou que dos 24 municípios ligados ao NTE 20 (Vitória da Conquista), do qual ela está ligada, destes apenas três não aderiram ainda ao programa. “Com esta importante ação social, temos como meta levar o conhecimento e a informação para que todos possam atuar da melhor forma possível com os recursos do Governo Federal. Através desses cursos de formação, os cursistas aprendem a lidar com as políticas públicas, visando a melhoria da qualidade da educação”.

Novata no programa, a multiplicadora Kátia Barreto ressaltou a importância de participar das suas ações. “Entrei este ano e, para mim, é uma alegria fazer parte da equipe de um projeto sério, que contempla os municípios, levando a cada cidadão o conhecimento, a informação. É muito importante estarmos aqui nesta reunião de formação para repassarmos para os municípios. Acompanho a Formação pela Escola no NTE 5, de Itabuna, onde tenho 24 municípios, sendo que 14 estão em ação. O que percebo de beleza, de extraordinário no programa é o empoderamento das pessoas através do conhecimento. Como o conhecimento leva você a perceber como o cidadão deve acompanhar e fiscalizar as políticas públicas em seu município, em seu Estado, em seu país”.

Programa

O Formação pela Escola (FPE) é um programa de formação continuada, na modalidade à distância, que tem por objetivo contribuir para o fortalecimento da atuação dos agentes e parceiros envolvidos com a execução, o monitoramento, a avaliação, a prestação de contas e o controle social dos programas e ações educacionais financiados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Destina-se a cidadãos que exerçam funções de gestão, execução, monitoramento, prestação de contas e controle social de recursos orçamentários dos programas e ações financiados pelo FNDE, como profissionais de educação da rede pública de ensino, técnicos, gestores públicos estaduais, municipais e escolares, entre outros, que atuem no segmento da Educação Básica.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional de Conquista apresentam projetos de automação

IMG-20171205-WA0043

“Automação, Interagindo e Empreendendo”, é o nome do projeto desenvolvido por aproximadamente 250 estudantes  e professores do curso de informática dos dois turnos do Centro Territorial de Educação Pofissional de Vitória da Conquista (CETEP).  Eles idealizaram e elaboraram uma proposta em que pudessem, pela primeira vez, construir projetos de automação, envolvendo hardware e software, aplicados às mais diversas áreas.

A robótica educacional é uma realidade em muitas escolas como um recurso auxiliar do aprendizado. Estimulando a criatividade e a interatividade atreladas aos conceitos multidisciplinares adquiridos na teoria, os alunos têm a oportunidade de levantar hipóteses, testá-las e avaliar resultados.

Durante cerca de 3 (três) meses, as 8 equipes compostas por alunos do 1º ao 4º ano do CETEP, planejaram, estudaram, participaram de oficinas, minicursos e palestras, com o intuito de construir o protótipo de um projeto de automação. Todos os protótipos foram construídos pelos alunos sob orientação de um professor.

Os projetos são:

Bengala Sensorial

CAPC – Controle de Acesso para Computadores

REX – Comedouro Automático

Casa Automatizada

Assistente Residencial

SECA – Sistema Econômico Controlador de Água

SmartHome – Casa Inteligente

Nesta quarta-feira (06), as equipes irão expor os trabalhos desenvolvidos,  no turno matutino, das 9:00 às 11:00 para o público em geral na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). A partir das 13:00 horas vão ocupar  o palco do Teatro Glauber Rocha, durante 10 minutos, para que sejam avaliados pelos colegas e pelos jurados com relação aos seguintes critérios:

Impacto Social
Aplicabilidade
Aplicação de princípios da matemática e/ou da física
Originalidade
Design (Apresentação Visual)

 

A equipe melhor pontuada será premiada com medalha. A avaliação do público será critério de desempate. Durante as apresentações dos projetos, também será realizada uma exposição de Arte Digital.

 

Gestores da Educação Profissional participam da 2ª Jornada das Escolas Transformadoras

 

encontro gestores p materia

Cerca de 200 diretores e coordenadores da Educação Profissional, dos 27 Núcleos Territoriais de Educação irão participar, entre estas terça-feira e quinta-feira (5 a 7/12), das 9h às 17h, no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador, da 2ª Jornada das Escolas Transformadoras. O encontro faz parte das diversas atividades desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Estado que propõe um processo de mudança e inovação nas instituições de ensino de Educação Profissional e Tecnológica, por meio das experiências do ‘Programa Escolas Transformadoras’, uma iniciativa da Ashoka, instituição internacional, com sede em mais de 90 países, e em parceria com o Instituto Alana, no Brasil.

Segundo o superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Durval Libânio, as formações têm a proposta de empoderar as escolas como locais de transformação educacional. “Com orientação do secretário Walter Pinheiro, estamos propondo que os coordenadores pedagógicos sejam agentes transformadores dentro das unidades da rede estadual. Por isso, com essa parceria estamos realizando formações e intercâmbios com escolas que, além da utilização da Base Nacional Comum Curricular, utilizam atividades voltadas para o empreendedorismo e os aspectos sócio emocionais”, ressaltou.

Durante o encontro, os participantes participarão de painéis de discussão e debate. Na quarta-feira (6), às 15h30, ocorrerá o lançando do livro ‘O ser e o agir transformador – para mudar a conversa sobre educação’. A obra reúne diálogos com pessoas que protagonizam transformações na escola e na sociedade e apresenta o que as 15 primeiras escolas da rede do “Programa Escolas Transformadoras”  têm em comum.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Mais de 489 mil estudantes renovam a matrícula na rede estadual de ensino

continuacao-da-matricula-2015-colegio-roberto-santos-2

Mais de 489 mil estudantes realizaram a renovação de matrícula na rede estadual de ensino para o ano letivo de 2018, na mesma unidade escolar em que estudou em 2017. De acordo com o calendário da Secretaria da Educação do Estado, o próximo passo agora é a matrícula, que será realizada de 16 a 23 de janeiro, para todos os interessados em estudar nas escolas estaduais da capital e do interior. A matrícula poderá ser feita pela internet ou diretamente nas escolas.

Os estudantes da rede estadual que perderam o prazo da renovação de matrícula ou que queiram se transferir de unidade escolar, devem se matricular no dia 16 de janeiro. Os estudantes concluintes das séries finais do Ensino Fundamental das escolas municipais devem se matricular nos dias 17 e 18.; os novos estudantes do Ensino Fundamental que venham da rede privada e de outros estados têm o dia 19 de janeiro para efetuar a matrícula. Já a matrícula para alunos novos do Ensino Médio e suas modalidades, incluindo a Educação Profissional e Tecnológica, que venham da rede privada e de outros Estados devem se matricular nos dias 22 e 23.

A novidade para este ano foi a pré-matrícula, no mês de novembro, dos estudantes da Educação Especial, onde os pais ou responsáveis devem se dirigir nos dias 25, 26 e 29 de janeiro, às escolas que eles sinalizaram no ato da pré-matrícula, para confirmar a matrícula, portando os documentos necessários.

“É importante ressaltar que os estudantes que não fizeram a renovação no primeiro momento, por algum contratempo, podem realizar no dia 16 de janeiro, seguindo todos os procedimentos de matrícula. Caso não lembrem do Código de Renovação, ele poderá resgatar no site do Portal da Educação, no endereço www.educacao.ba.gov.br. É bom que todos estejam atentos às datas de matrícula para garantir sua continuidade ou ingresso na rede estadual”, destacou o coordenador da matrícula da Secretaria da Educação do Estado, Marcus Machado.

Os documentos necessários são os originais do histórico escolar ou atestado de escolaridade, e os originais e cópias da certidão de registro civil ou cédula de identidade, do CPF (para alunos da Educação Profissional e Tecnológica, 3ª série do Ensino Médio e Tempo Formativo III – EJA) e comprovante de residência. Para quem realizar a matrícula via internet ou em unidade escolar diferente daquela que irá frequentar em 2018, é obrigatório apresentar a documentação necessária à escola estadual para qual foi matriculado, seguindo o prazo determinado no comprovante a partir da data de efetivação da matrícula.

Veja cronograma completo da Matrícula 2018:

- 16/01/2018 – Transferência de Estudantes da Rede Estadual: para os estudantes matriculados, com frequência regular no ano letivo de 2017, ao qual se aplique uma das seguintes situações:
. A escola não oferece a série subsequente;
. Não renovou sua matricula;
. Mudou de domicílio.
- 17 e 18/01/2018 – Matrícula de concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental: para os estudantes regularmente matriculados nas Redes Públicas Municipais de Ensino do Estado da Bahia, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente.
– Matrícula para alunos novos: para ingresso do candidato em unidade escolar da Rede Estadual de Ensino em qualquer série para o ensino fundamental e médio, atendendo, sobretudo, às diversas modalidades de oferta.
- 19/01/2018 – Ensino Fundamental;
- 22 e 23/01/2018 – Ensino Médio e Educação Profissional.
- 25, 26 e 29/01/2018 – Confirmação de Matrícula do Público Alvo da Educação Especial.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia 

Prazo para renovação de matrícula é prorrogado até esta sexta-feira

matricula 30 janeiro

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia prorrogou, até às 18h, desta sexta-feira (1),  o prazo para a renovação  de matrícula para o ano letivo de 2018.  O processo pode ser realizado pela internet ou diretamente na unidade escolar onde o aluno está matriculado, tem frequência regular e está concluindo o ano letivo de 2017.

Para a renovação, o estudante deverá recolher a carta de renovação na secretaria da escola onde estuda, sinalizar a intenção ou não de permanecer na unidade escolar onde está matriculado e devolver o documento para a escola. No caso de menores de 16 anos, é necessário que os pais ou responsáveis sinalizem a permanência ou não do aluno na escola e assinem o documento para a devolução. A outra opção é o estudante ou responsáveis (no caso de menos de 16 anos) utilizarem o código disponível na carta para acessar o sistema e renovar a matrícula pela internet.

Vaga garantida 

O coordenador da matrícula da Secretaria da Educação do Estado, Marcus Machado, fala sobre a importância do processo de renovação da matrícula. “A renovação é que vai garantir a vaga do aluno na mesma escola e no mesmo turno em que cursou em 2017. O estudante que não renovar a sua matrícula, não terá a vaga garantida na mesma unidade escolar e no mesmo turno para o ano seguinte, porém, de posse da carta que ele já recebeu da escola, utilizando o código contido no documento, ele poderá fazer a matrícula no dia 16 de janeiro, que é a data destinada à transferência dos alunos da rede estadual. Portanto, a renovação é importante porque se trata do momento em que a escola vai identificar o interesse do estudante em permanecer naquela unidade em que está matriculado”, destacou.

A matrícula para os alunos novos ou para os alunos da rede que irão mudar de escola acontecerá em janeiro de 2018.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Reforma do Ensino Médio será discutida em Seminário Territorial em Vitória da Conquista

reforma ensino medio

Com o objetivo de ampliar o debate e a escuta com a comunidade educacional baiana, atendendo à pauta nacional sobre o Ensino Médio, a Secretaria da Educação do Estado promoverá, durante os meses de novembro e dezembro, o 1º Ciclo de Seminários Territoriais: “Ensino Médio em debate”, agregando os 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE).

Na programação, constam mesas redondas voltadas para as temáticas em torno da reforma do Ensino Médio e um bate-papo sobre os desafios das “Novas Arquiteturas Curriculares para o Ensino Médio”. A ação visa, ainda, dar continuidade às discussões que vêm sendo desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Estado, desde 2016, sobre os cenários da política educacional do Ensino Médio de modo territorializado. O que se pretende, nesta perspectiva, é buscar elementos construtivos para a elaboração das novas arquiteturas curriculares e assegurar o respeito às especificidades e singularidades dos Territórios de Identidade do Estado da Bahia.

Em Vitória da Conquista, a atividade será realizado nesta quarta-feira (29), no auditório do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhaes.

 

 

Programação:

 

Novembro

 

13 – NTE 24 (Paulo Afonso)

14 – NTE 06 (Valença) e NTE 21 (Santo Antônio de Jesus)

16 – NTE 17 (Ribeira do Pombal) e NTE 27 (Eunápolis)

28 – NTE 02 (Bom Jesus da Lapa) e NTE 08 (Itapetinga)

29 – NTE 20 (Vitória da Conquista)

30 – NTE 22 (Jequié) e NTE 23 (Santa Maria da Vitória)

 

Dezembro

 

04  –  NTE 19 (Feira de Santana) e NTE 26 (Região Metropolitana de Salvador)

05 – NTE 01 (Irecê), NTE 18 (Alagoinhas), NTE 03 (Seabra) e NTE 04 (Serrinha)

06  –  NTE 10 (Juazeiro), NTE 12 (Macaúbas) e NTE 07 (Teixeira de Freitas)

07 – NTE 16 (Jacobina), NTE 13 (Caetité), NTE 11 (Barreiras), NTE 14 (Itaberaba), NTE 05 (Itabuna) e NTE 15 (Ipirá)

11  –   NTE 09 (Amargosa)

12 – NTE 25 (Senhor do Bonfim)

 

 

 

 

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

5º Encontro Estudantil ocupará seis níveis da Arena Fonte Nova

encontro estudantil 1

O 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual ocupará seis níveis da Arena Fonte Nova, em Salvador (3, 4, 5, 6, 7 e 8), com projetos de arte e cultura, como dança, teatro, cinema, canto-coral, música, artes visuais, e também com projetos de esporte, ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo, desenvolvidos por estudantes das escolas estaduais. O evento, que acontecerá desta terça-feira (21) até quinta-feira (23), terá cerca de 4 mil estudantes expositores vindo das escolas estaduais de todas as regiões do Estado. Nesta segunda-feira (20), foram realizados os ajustes para esta que é a maior mostra de experiências estudantis na Bahia, promovida pela Secretaria da Educação do Estado.
Os visitantes, que terão entrada gratuita, poderão passear por todos os espaços disponíveis do encontro. A entrada será pelo setor Sul da Arena Fonte Nova (em frente ao Dique do Tororó), com visitação das 8h às 18h. A produtora Paula Resende, responsável pela estrutura, fala da dimensão do Encontro. “O Encontro acontecerá nos seis anéis do estádio em uma grande estrutura. Estamos terminando o palco do Festival Anual da Canção Estudantil (Face), além dos espaços do Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), Sarau do projeto Tempos de Arte Literária (TAL) e Mostra de Vídeos Estudantis (Prove), e os estandes das mostras de ciência, tecnologia, empreendedorismo e Educação Profissional e Tecnológica. Na verdade, toda a estrutura já está pronta, apenas estamos fechando alguns detalhes para recepcionar os estudantes expositores e os milhares de visitantes”, afirma.
No preparo da parte elétrica dos estandes, Samuel dos Santos, 19 anos, ficou surpreso com o tamanho do Encontro. “Cheguei no domingo para ajudar na finalização e estou contente em trabalhar em um projeto deste tamanho. Ainda mais sabendo que envolve estudantes da rede estadual onde tive oportunidade de frequentar no Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida, em Conceição do Almeida. Fiquei sabendo dos cursos da Educação Profissional e quero vir visitar para conhecer”, comenta.
Também nos últimos retoques na manutenção dos estandes, estava Roberto Silva, 41, que acha fundamental o fomento da arte nas escolas. “Apesar de não ter filhos, considero muito importante trabalhar as diversas áreas da arte nas escolas. Na minha época, busquei participar de tudo que ofereciam, como gincana e capoeira. Espero ter uma folga no trabalho para poder acompanhar um pouco o trabalho”, enfatiza.

Escolas da rede estadual promovem atividades do Novembro Negro

novembro negro

 

Para celebrar o dia da Consciência Negra (20), as escolas da rede estadual promovem uma série de atividades alusivas ao Novembro Negro. Ações institucionais também serão realizadas pela Secretaria da Educação. Na programação, questões como o enfrentamento ao racismo, intolerância religiosa, respeito à diversidade, valorização da identidade negra e a aplicação da Lei 10.639/03, que torna o estudo sobre a “História e Cultura Afro-Brasileira” obrigatório no currículo oficial da rede de ensino.

Neste sábado (18/11),  o Colégio Estadual Dom Climério de Almeida Andrade, no município de Vitória da Conquista, realiza a segunda etapa do projeto “O Negro e a Música”, com participação dos professores, estudantes e comunidade local.  O objetivo é resgatar e valorizar aspectos relevantes da cultura africana e afro brasileira, com  debates sobre as contribuições musicais de cantores negros na construção musical da modernidade, como valorização da cultura negra enquanto enriquecimento cultural da humanidade no mundo contemporâneo.

Nesta fase final do projeto consta na programação uma Mostra Cultural  (stands temáticos) alusiva ao cantor/estilo musical estudado por cada turma, contendo as produções realizadas em todas as áreas do conhecimento e uma apresentação no pátio da escola  que será orientada pelos professores no decorrer do projeto. As apresentações deverão abranger a contextualização sobre o cantor estudado pela turma e sua contribuição para a música. E ainda uma apresentação artística cultural  com dança, declamações, teatro e canto.

Já no Colégio Camillo de Jesus Lima,  em Vitória da Conquista, a culminância do projeto “Educação não tem cor”, acontecerá no dia 21/11. A proposta do evento é debater e refletir sobre as diferenças raciais e a importância de cada um no processo de construção de nosso país,  contribuindo, assim,  para o ensino e aprendizagem.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Estudantes irão expor 94 obras de artes visuais na Arena Fonte Nova

14522828_1096550223755268_6192469603555790364_n

As experiências criativas dos estudantes da rede estadual retratadas em 94 obras estarão expostas na 9ª Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), dentro do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, de 21 a 23/11, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O Encontro será aberto ao público, das 8h às 18h, e reunirá, ao todo, mais de 4 mil estudantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), que irão apresentar, ainda, projetos de ciência, esporte, cultura, empreendedorismo, inovação, tecnologia e de intervenções sociais.
Pelo AVE, o público visitante poderá conferir quadros, através dos quais os alunos revelam a sua percepção de mundo – seja pela vida cultural, social, política ou religiosa – que os cerca. Este projeto tem o objetivo de estimular a criação de obras de artes visuais nos contextos escolares, assim como a va­lo­ri­zação das ex­pres­sões cul­tu­rais re­gi­o­nais, visando a am­pli­ação do co­nhe­ci­mento. Os estudantes que irão expor no Encontro Estudantil passaram por seletivas escolares e territoriais, durante o ano letivo de 2016.
A coordenadora de Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado, Nide Nobre, destaca o valor das obras finalistas do AVE. “Os nossos artistas apresentam autorretratos de sua vida estudantil, bem como revelam sua visão de mundo sobre tudo ao seu redor. Não há nada na natureza e na sociedade que escape da sensibilidade deles e eles apreendem o mundo em em preto e branco e em traços coloridos, mostrando a multidisciplinaridade da vida cultura e artística em pinturas que realçam temas diversos”.
Temáticas – Por caminhos distintos e usos de técnicas variadas, acrescenta a coordenadora, os estudantes, independente da linguagem artística, abordam a complexidade e a diversidade da vida cultural, retratando a beleza do mundo oriunda da natureza (o mar, os rios, o sol, as matas, as flores, as aves, as borboletas) e do cotidiano da vida social, das expressões de lugares reais e imaginários, do ambiente escolar e do mundo do conhecimento e das expressões e manifestações culturais (negros, índios, mestiços, mulher, corpo e sedução).
Temas como a seca do Nordeste; o desmatamento; a violência contra a mulher, a temporalidade como expressão de vida; as diferenças sociais; a importância da leitura e a liberdade, em uma releitura nas artes visuais de Navio Negreiro, em comemoração aos 170 anos de Castro Alves, entre outros tantos, estarão estampados nos quadros de autoria dos estudantes, no Nivel 6 da Arena, durante o encontro.
IMG-20171002-WA0028
Artes visuais – Criado em 2008, o Artes Vi­suais Es­tu­dantis (AVE) trata de um pro­jeto pi­o­neiro da Secretaria da Educação do Estado, de ca­ráter edu­ca­tivo, ar­tís­tico e cul­tural, en­volvendo es­tu­dantes do 6º ano do En­sino Fun­da­mental ao 3º ano do En­sino Médio e equi­va­lentes (Edu­cação de Jo­vens e Adultos – EJA, En­sino Normal e Tec­no­ló­gico) da rede es­ta­dual, além de pro­fes­sores de Língua Por­tu­guesa, Arte e dis­ci­plinas afins, co­or­de­na­dores pe­da­gó­gicos, di­re­tores das es­colas e dos Nú­cleos Ter­ri­to­riais de Edu­cação (NTE) e téc­nicos da Se­cre­taria.