Estudantes da rede estadual são medalhistas na 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Um total de 577 estudantes da rede estadual de ensino foi premiado na 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Foram cinco medalhistas de prata, 34 de bronze e 538 receberam menções honrosas. A OBMEP, que visa estimular o estudo da Matemática, é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). O público-alvo é composto por estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio. A data e o local da cerimônia de premiação ainda serão divulgados no site da olimpíada
 
O estudante Pablo Ryan Carneiro, 17, 3º ano, do Colégio Estadual de Tanque Novo, localizado no município de Tanque Novo, falou da satisfação em ter conquistado a medalha de prata. “A OBMEP nos proporciona várias possibilidades, tanto na escola, quanto na universidade, e é um prazer enorme participar. Estou muito orgulhoso pela minha conquista, pois não esperava. Gosto muito de Matemática e tenho facilidade com os conteúdos da matéria”.
 
Quem também está feliz com o resultado é Alana Oliveira de Carvalho, 2º ano, do Colégio Estadual Alberico Gomes Santana, em Cabaceiras do Paraguaçu, que também está entre os medalhistas de prata. “Receber este prêmio é uma grande honra, pois sempre gostei de Matemática, que é minha matéria favorita, e por ser mais uma oportunidade para contribuir para o meu aprendizado. É muito bom saber que meu esforço tem dado resultados e que, de alguma forma, eu pretendo usar a Matemática no meu futuro”, revelou a estudante.
 
Também estão entre os premiados estudantes de cidades como Salvador, Itabuna, Jiquiriçá, Juazeiro, Bom Jesus da Lapa, Remanso, Livramento de Nossa Senhora, Vitória da Conquista, Ibicaraí, Várzea do Poço, Botuporã, Itaberaba, Tucano, Feira de Santana, Utinga, Maracás, Porto Seguro, Barra da Estiva, Tapiramutá, Guanambi, Filadélfia, Ilhéus, Carinhanha, Serrinha, Caetité, Jacaraci, Iguaí, Rio do Antônio, Senhor do Bonfim, Paramirim, Itanhém, Iaçu, Araci, Macaúbas, Ipiaú, Candeias, Cordeiros, Paulo Afonso, Candiba, Brumado, Angical, Baixa Grande, Angical, Eunápolis, Pé de Serra, Mairi, Oliveira dos Brejinhos, Mucuri, Jaborandi, Candeias, São Gonçalo dos Campos, Nova Canaã, Camaçari, Fátima, Paripiranga, Aratuípe, Andaraí, Ituaçu, Capim Grosso, Santo Antônio de Jesus, Malhada das Pedras, Cardeal da Silva, Várzea da Roça. Rodelas, Monte Santo, Serra Preta, Cruz das Almas, Tanque Novo, Ipupiara, Serra do Ramalho, Dom Basílio, Nova Viçosa, Belo Campo, Jacobina, Olindina, Correntina, Camamu e Rio Real, entre outros municípios. 
 
Sobre as provas
As provas da OBMEP 2019 foram realizadas em duas fases, sendo a primeira composta por prova objetiva e a segunda composta por prova discursiva. A aplicação das provas foi realizada nas próprias escolas, respeitando a data indicada no calendário oficial da OBMEP 2019: 21 de maio (primeira fase) e 28 de setembro (segunda fase). 


Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia