Núcleo de Educação 20 promove Festival Territorial Estudantil nesta quinta-feira (17)

encontro estudantil TAL 2

Já está tudo pronto para a culminância do 6º Festival Territorial Estudantil 2017 nesta quinta-feira (17), a partir das 14h00min no auditório do Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães,  em Vitória da Conquista.

O Festival, que é promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia e Núcleo Territorial de Educação – (NTE 20), iniciou a programação nesta quarta-feira (16), com as oficinas preparatórias do TAL, FESTE, DANCE e FACE, durante todo o dia no Polo UAB em Conquista.

Participam dos projetos, estudantes de escolas da rede estadual do território sudoeste baiano (NTE20), do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, assim como estudantes da Educação de Jovens e Adultos e dos Cursos Profissionalizantes.

As apresentações desta tarde vão envolver os seguintes projetos estruturantes: Festival Anual da Canção Estudantil (Face), Tempos de Arte Literária (TAL), Dança Estudantil (Dance) e Festival Estudantil de Teatro (Feste).

Os finalistas desta etapa territorial dos projetos de arte, cultura e esporte, vão representar o Núcleo Territorial – (NTE20), na seletiva estadual em Salvador.

Sobre os projetos

FACE – Festival Anual da Canção Estudantil – Criado em 2008, o FACE é um projeto que possui natureza educativa, artística e cultural, além de promover o desenvolvimento das diversas expressões das artes (literária e musical) no currículo escolar. O Festival tem como objetivo explorar o potencial educativo através da música, estimulando a musicalidade no ambiente escolar e a valorização das manifestações culturais regionais.

AVE – Artes Visuais Estudantis – Criado em 2008, o AVE propõe estimular a criação de obras de artes visuais nos contextos escolares, assim como a valorização das expressões culturais regionais; estimular o processo de embelezamento e estetização da escola e da vida; promover exposições dessas obras de arte estudantis nos contextos escolares; estimular a produção artística, buscando compreender a obra de arte como objeto de ampliação do conhecimento, assim como instrumento de mudanças; além de interagir com outras culturas.

TAL – Tempos de Arte Literária – O Projeto Tempos de Arte Literária (TAL), de natureza educativa, artístico-literária e cultural, tem como objetivo estimular a produção literária nos ambientes escolares e a valorização das manifestações culturais regionais; estimular o gosto pela leitura e literatura, a arte de ler, de interpretar e de escrever, respeitando os distintos gêneros e estilos das distintas escolas literárias; construir pontos de encontro e rodas literárias nos ambientes escolares.

PROVE – Produções de Vídeos Estudantis – Com esse projeto, pretende-se desenvolver o potencial educativo e artístico, por meio da experiência fílmica, a criação de roteiros e de vídeos para a produção, diversificação e socialização de saberes.

EPA – Educação Patrimonial e Artistica – O EPA promove o desenvolvimento de ações essenciais para o exercício do direito à cultura, para a defesa dos valores históricos e artísticos, com vistas à formação de uma nova mentalidade cultural e ao estímulo das práticas culturais de identificação, reconhecimento e preservação do patrimônio cultural baiano.

DANCE – Dança Estudantil – O Dance foi desenvolvido na rede estadual de ensino em 2014, trata-se de experiências em políticas culturais com a juventude estudantil, para avivar o debate e incrementar as praticas culturais nos campos da historia, da arte, do patrimônio, da juventude e da democratização desses saberes, com vistas ao desenvolvimento da dança nos contextos escolares.

ENCANTE – Canto coral – O projeto Encante propõe a implantação do Canto Coral nos contextos escolares da rede estadual de ensino, a fim de desenvolver atividades de iniciação à percepção musical, técnica vocal e dicção, para exercitar a experiência musical, vocal, bem como promover a realização do encontro de corais, fazendo jus ao próprio nome.

FESTE- O projeto Festival Estudantil de Teatro, de cunho pedagógico e estudantil, tem como objetivos incrementar, nos contextos escolares, o desenvolvimento das artes cênicas e de ações essenciais para o exercício do direito à arte, à valorização das expressões culturais e dos valores estéticos, possibilitando a compreensão das questões ligadas à convivência, sociabilidade, ao pertencimento, às expressões das identidades, das diversidades de manifestações culturais e estéticas e das distintas formas de representações do mundo.