Projeto do Governo promove 900 professores das universidades estaduais

professores promoção universidadesO Governo do Estado elaborou uma proposta de remanejamento de vagas de professores universitários que possibilitará a abertura de 900 vagas de promoção nas quatro universidades estaduais. O projeto para a promoção dos docentes gera um impacto financeiro estimado em R$ 12,7 milhões neste ano e R$ 16,9 milhões em 2020.

Os professores universitários vão ter um ganho de até 22,75% sobre seus vencimentos. Pela proposta, serão promovidos professores auxiliares, assistentes, adjuntos e titulares. Os docentes contemplados pertencem à Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), à Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), à Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e à Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

De acordo com o projeto de lei, a Uneb terá um total de 398 vagas abertas para promoção de docentes. Serão 139 vagas para a promoção do cargo de professor auxiliar para assistente e 139 vagas de assistente para adjunto. Outras 83 vagas serão para promoção do cargo de adjunto para titular, além de 37 de professor titular para pleno. Na Uesb serão 227 vagas para promoção de professores, sendo 97 promoções do cargo de assistente para adjunto, 97 de adjunto para titular e 33 do cargo de titular para pleno.

O projeto prevê que a Uesc terá 151 vagas para promoção de docentes. Deste total, 68 vagas serão para promover professores assistentes em adjuntos e 63 do cargo de adjunto para titular, além de 20 vagas para a promoção de titular para pleno. Já na Uesf, serão 124 vagas para promoção de professores, sendo 52 de assistente para adjunto, outras 52 de adjunto para titular e 20 de titular para pleno.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia 

Estado inscreve até 30 de abril para o Programa Mais Futuro de auxílio-permanência para universitários

mais futuro inscrição ate 30 de abril

 

Estão abertas, até o dia 30 de abril, as inscrições para o Mais Futuro, programa estadual de assistência estudantil. A iniciativa oferece auxílio financeiro para os estudantes das universidades Estaduais de Feira de Santana (UEFS), de Santa Cruz (UESC), do Sudoeste da Bahia (UESB) e da Universidade do Estado da Bahia, (UNEB), que estejam em condições de vulnerabilidade socioeconômica, inscritos no CadÚnico, além de oportunidades de estágio no setor público.
Lançado em 2017, o programa Mais Futuro já beneficiou 10.480 estudantes com auxilio permanência, que implicou, até o último mês de março, em um investimento superior a R$ 36 milhões. O valor da bolsa é de R$ 300 para quem estuda a até 100 quilômetros de onde mora, e de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade de moradia temporária na cidade onde estudam. Ainda existe a opção de uma bolsa complementar, que terá valor variável, de acordo com atos normativos de cada instituição estadual de Ensino Superior. A lista dos estudantes homologados será publicada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) e divulgada por cada uma das Universidades em seus portais eletrônicos.
Atualização cadastral
Os estudantes devem estar atentos para o registro atualizado no cadastro centralizado de programas sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para fazer essa atualização é preciso ir até o setor responsável pelo CadÚnico ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Caso não saiba onde fica o local de cadastramento, o interessado pode buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. Em muitas localidades, o próprio CRAS realiza o cadastramento das famílias. Candidatos ao programa Mais  Futuro também não devem possuir vínculo empregatício e não ter concluído qualquer outro curso de nível superior. O incentivo garante a permanência desses estudantes nas salas de aula e a conclusão dos cursos de graduação.
A estudante Quetilen Souza é uma das beneficiadas do Mais Futuro e faz Fonoaudiologia na Universidade Estadual da Bahia (UNEB), em Salvador. Ela destacou que sem o programa seria muito difícil a sua permanência na UNEB. “Acho que um dos grandes benefícios é podermos seguir sem uma dependência dos pais. Minha família não tem muitas condições e a bolsa ajuda a poupá-los de mais esse custo. Com o auxílio, divido um aluguel com outras colegas e ainda utilizo para adquirir materiais para as disciplinas. Sou muito grata porque vim de Botuporã, a 712 Km, perto da divisa com Minas Gerais, e tenho a condição de estudar em Salvador no curso que escolhi para minha profissão”, ressaltou.
Políticas para a juventude
Além do Mais Futuro, o Estado também tem outros dois programas voltados aos estudantes. O Partiu Estágio garante estágio remunerado aos universitários e o Primeiro Emprego possibilita aos estudantes egressos dos cursos técnicos de nível médio da rede estadual de ensino a primeira experiência no mundo do trabalho.

Começam nesta terça-feira as inscrições para o pré-vestibular Universidade para Todos

universidade para todos 2019 inscrições abertas

 

Começam nesta terça-feira (23/4, as inscrições para o Programa Universidade Para Todos (UPT). Estão sendo ofertadas 11.505 vagas e as inscrições, gratuitas, serão feitas de 23 de abril a 2 de maio. O projeto, criado em 2003, é desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UESC, UEFS e UESB) e visa o fortalecimento da política de acesso à Educação Superior. Marcado pela abrangência nos 27 Territórios de Identidade, o UPT ao longo de dez anos já possibilitou a cerca de 20 mil estudantes o ingresso no Ensino Superior em diversas instituições.
O cursinho pré-vestibular é voltado a estudantes matriculados, em 2019, no 3º ano do Ensino Médio Regular estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes; matriculados, em 2019, no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio da rede estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes e egressos do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia.
No ato da inscrição, o candidato deverá fazer opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. O candidato informará, obrigatoriamente, o número do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criará uma senha de seis a oito dígitos, o que dará origem a um nome de usuário para acesso ao endereço de inscrição. Além de poder fazer alterações sobre a inscrição pelo sistema, o candidato também poderá tirar dúvidas sobre o processo pelo telefone 0800 285 8000, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h ou pelo email: upt@educacao.ba.gov.br.
A seleção dos candidatos será feita a partir das notas de Português e Matemática informadas pelos candidatos no ato da inscrição. A lista dos contemplados será divulgada no dia 10 de maio no Portal da Educação. A matrícula deverá acontecer de 21 a 24 de maio, no turno e local para o qual o estudante optou para cursar, com a apresentação dos documentos expressos no edital, entre os quais os documentos pessoais e os históricos escolares do Fundamental II e do Ensino Médio. As aulas estão previstas para começar no dia 27 de maio e seguem até o mês de dezembro.
Além das aulas, os estudantes têm acesso aos projetos complementares, como seminários, oficinas, simulados, revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e orientação vocacional. Os 11.505 selecionados receberão camisa e material de estudo. Para os cursistas da UNEB e UESB, que obtiverem frequência superior a 75% nas aulas, está garantida a isenção da taxa de inscrição no vestibular.
Para a execução do projeto, serão selecionados pelas universidades parcerias, 1.034 estudantes universitários que atuarão como professores/monitores. Esta é mais uma política pública educacional voltada para a juventude, de modo a oportunizar aos universitários a vivência do exercício da docência. Durante a execução do programa, eles serão acompanhados e passarão por formação.
A estudante Vitória Santos, concluinte do Ensino Médio do Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, cursou o UPT, em 2018, e foi aprovada para o Bacharelado Interdisciplinar da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 2019. Ela falou sobre o papel do UPT para seu ingresso no Ensino Superior. “Esta foi uma experiência gratificante que me proporcionou chegar à universidade. É um momento de aprendizado didático e de vivência que aconselho a todos os estudantes da rede estadual buscarem essa chance. Garanto que é um projeto de qualidade, com ótimos professores. E o aluno da rede pública tem que acreditar que pode cursar uma universidade como eu e diversos outros alunos puderam contar com a ajuda do UPT”, destacou.

Inscrições para o Programa Partiu Estágio do Reforço Escolar seguem até o dia 25 de abril

partiu estagio segue ate 25 abril - imagem estudante

 

As inscrições para o programa Partiu Estágio do Reforço Escolar seguem abertas até o dia 25 de abril. São ofertadas 4.390 vagas aos universitários dos cursos de Educação Física, Letras Vernáculas e Matemática que irão atuar no reforço escolar para estudantes da rede estadual de ensino. A novidade para este edital é que poderão se inscrever estudantes de cursos presenciais e na modalidade EAD.
Para participar do programa, é necessário que o candidato tenha idade mínima de 16 anos e que tenha cumprido mais de 50% da graduação. Podem participar estudantes universitários residentes na Bahia e que estejam regularmente matriculados em cursos presenciais e EAD de instituições estaduais, federais e privadas com sede/pólo no estado. Alunos de cursos presenciais poderão concorrer a vagas ofertadas nas cidades onde residem ou estudam. Já estudantes de cursos EAD apenas poderão se candidatar a vagas alocadas na cidade onde moram.
O cadastro de cada candidato irá compor um banco, que terá validade de seis meses, do qual sairão as convocações dos novos estagiários do Estado. Candidatos que estejam participando pela primeira vez devem estar atentos sobre o processo de inscrição. Inicialmente, é preciso acessar o site do Partiu Estágio, através do link no Portal da Educação, e criar uma conta, informando CPF, nome, data de nascimento e e-mail válido. O sistema enviará automaticamente para o e-mail cadastrado os dados para acesso ao sistema de inscrição.
De posse dos dados para acesso, o candidato deverá preencher os dados cadastrais no site de inscrição e, posteriormente, selecionar seu curso e o turno das aulas, além do município que estuda ou reside. Caso já tenha se inscrito em editais anteriores, o candidato deve acessar sua conta já existente e realizar o mesmo procedimento. Quem já participou do Partiu Estágio durante período de um ano não poderá se inscrever novamente, com previsto em edital. A lista completa das oportunidades de estágio na rede estadual estará disponível no sistema de inscrição do Partiu Estágio.
Sobre o programa 
Lançado em abril de 2017, o Partiu Estágio é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso a oportunidades de estágio a estudantes universitários de instituições com sede na Bahia e que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. Do percentual de vagas ofertado em cada edital, 10% são direcionados para portadores de deficiência física, como o previsto pela Lei 11.788/2008.
O contrato de estágio tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto quando o estudante seja deficiente físico. A carga horária é composta de quatro horas diárias de atividades supervisionadas, chegando a 20 horas semanais, distribuídas de acordo com a necessidade da Administração Pública. Além da bolsa-estágio, os universitários terão direito a auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado, proporcionais. Desde seu lançamento, o programa já contratou mais de seis mil estagiários para atuarem no serviço público.

Escolas estaduais têm até o dia 22 de abril para solicitar reserva técnica de livros didáticos

livros didáticos para publicação materia

 

As escolas estaduais têm até o dia 22 de abril para solicitar reserva técnica de livros por meio do site através do site do PDEE Interativo (pddeinterativo.mec.gov.br). O sistema de reserva técnica foi criado para atender escolas novas, turmas novas e acréscimo de matrícula. A reserva destina-se a ajustar a quantidade real do aluno e as quantidades de livros disponíveis em cada escola, quando o remanejamento de livros não é o suficiente.
Para demandar livros, independentemente da quantidade, a escola precisa ofertar pelo menos um livro no módulo de remanejamento de livros. No entanto, as escolas que não ofertam material didático, também não podem demandar reserva técnica. Nos casos em que a quantidade e os títulos disponíveis não são suficientes para atender à demanda da escola, o FNDE verificará se há possibilidade de reabertura do sistema para que a escola indique o quantitativo de livros não atendidos pela reserva técnica.
“É importante salientar que só devem solicitar livros na reserva técnica as escolas que estão com carência de livros para o ano letivo de 2019. Além disso, o sistema de remanejamento no PDDE Interativo/SIMEC fica permanentemente aberto e disponível para as escolas realizarem as trocas dos livros didáticos durante todo o período letivo. Não deixe de registrar no sistema caso tenha livros não utilizados em sua escola, pois pode ser que um aluno de alguma escola próxima esteja precisando”, destacou a coordenadora do Livro Didático e Biblioteca da Secretaria da Educação do Estado, Alessandra Santana.

Partiu Estágio seleciona 2,5 mil universitários em novas convocações

partiu estagio

 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Administração (Saeb), realiza duas novas convocações para o Programa Partiu Estágio nesta quarta-feira (17). A informação foi divulgada pelo governador Rui Costa durante o #PapoCorreria, transmitido pelas redes sociais, na noite desta terça (16).
Ao todo, 2.544 estudantes universitários deverão se apresentar em até dez dias úteis, prazo que termina no dia 2 de maio. Deste total, 1.129 se inscreveram para o primeiro edital do programa, lançado em janeiro deste ano. Os outros 1.415 estudantes participam do segundo edital, criado no mês de março para reforço escolar na rede estadual de ensino – e que continua com inscrições abertas até 25 de abril.
A convocação será encaminhada ao candidato por e-mail, o mesmo cadastrado no sistema de inscrição do programa. As convocações, organizadas de acordo com os editais, poderão ser consultadas no site institucional da Saeb.
Os convocados para o primeiro edital, estudantes de cursos presenciais das instituições estaduais, federais e privadas da Bahia, irão atuar em 62 órgãos de 49 municípios. Já a convocação para o segundo edital – destinada a alunos de cursos presenciais e EAD de Letras, Matemática e Educação Física – é para a Secretaria da Educação do Estado, com atuação em todo o estado.
É importante ressaltar que a vaga de estágio é garantida apenas com a entrega de toda documentação exigida, dentro do prazo de dez dias úteis, com previsto nos dois editais. A lista de todos os documentos pode ser consultada em edital, disponível no site do programa e também na página institucional da Saeb. Esta mesma lista será encaminhada ao selecionados pelo e-mail de convocação. Quem não entregar toda a documentação, ou não se apresentar no período estipulado, perderá a vaga de estágio.
Sobre o programa 
O Partiu Estágio é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso a oportunidades de estágio a estudantes universitários de instituições estaduais, federais e privadas com sede na Bahia e que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. Desde o lançamento, em abril de 2017, já foram contratados mais de 7,7 mil universitários para atuar no serviço público baiano.
Confira abaixo a documentação necessária:
- Comprovante de residência;
- Original e cópia da Carteira de Identidade;
- Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- Original e cópia de Carteira de Identidade do representante legal, ou do Termo de Guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso;
- Declaração da Instituição de Ensino informando semestre letivo, duração do curso, percentual cursado, turno de estudo, curso de formação e sua modalidade presencial (Anexo II do Edital);
- Comprovante de matrícula e frequência da Instituição de Ensino;
- Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público;
- Original e cópia do Título de Eleitor, se for o caso;
- Original e cópia do Certificado de Reservista, se for o caso;
- Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
- Comprovação de inscrição no Cadúnico, se for o caso;
- Histórico escolar do Ensino Médio ou declaração emitida pela instituição de nível médio, no caso dos candidatos que tenham sido selecionados pelo critério de ter estudado todo o Ensino Médio em Escola Pública ou como Bolsista integral;
- No caso de pessoas portadoras de deficiência, deverá ser apresentado um relatório médico comprovando a deficiência.

Jogos Estudantis da Rede Pública movimentam a cena esportiva nas escolas da capital e do interior

jerp eurides

Os Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP), promovidos pela Secretaria da Educação do Estado, estão agitando a cena esportiva nas escolas da capital e do interior. As disputas da etapa escolar, que seguem até 29 de abril, acontecem nos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), com a participação de estudantes e professores das redes públicas municipais, estadual e federal. Além da etapa escolar, serão realizadas até o mês de dezembro, as etapas municipais, polos, territoriais, zonal, regional e nacional.
A programação de 2019 está sendo marcada pela comemoração dos 10 anos do projeto. Por isto, neste ano, o JERP conta com as modalidades tradicionais como basquete, vôlei, futebol e xadrez  e, ainda, com as modalidades inovadoras, que possuem referências nos territórios e que são sugeridas por cada NTE ou unidade escolar, a exemplo da argolinha, da natação no rio e do samba de roda, que têm uma expressão cultural sem necessariamente ter uma expressão competitiva.
Segundo o coordenador executivo de projetos estratégicos da Secretaria da Educação do Estado, Marcius Gomes, os jogos são fundamentais para o processo de ensino e aprendizagens dos estudantes. “Estamos comemorando os 10 anos do JERP e dentro da Coordenação de Educação Física e Esportes estamos tratando e reconhecendo os jogos dentro da política educacional para a juventude, no cenário em que pensamos nos jogos, mas também na oferta e na prática da Educação Física escolar com um ambiente adequado para o desenvolvimento do currículo e para esta relação com a juventude”, afirmou.

lar Universidade para Todos abre edital para mais de 11 mil vagas

UPT

A Secretaria da Educação do Estado publicou no Diário Oficial do Estado (DO), desta terça-feira (16), o edital para o Programa Universidade Para Todos (UPT). Estão sendo ofertadas 11.505 vagas e as inscrições, que são gratuitas, serão feitas de 23 de abril a 2 de maio, exclusivamente pelo Portal da Educação. O projeto criado em 2003, é desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UESC, UEFS e UESB) e visa o fortalecimento da política de acesso à educação superior. Marcado pela abrangência nos 27 Territórios de Identidade, o projeto ao longo de dez anos já possibilitou a cerca de 20 mil estudantes o ingresso no Ensino Superior em diversas instituições.

 Clique aqui para ler o edital

O cursinho pré-vestibular é voltado a estudantes matriculados, em 2019, no 3º ano do Ensino Médio Regular estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes; matriculados, em 2019, no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio da rede estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes e egressos do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia.
No ato da inscrição, o candidato deverá fazer opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. O candidato informará, obrigatoriamente, o número do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criará uma senha de seis a oito dígitos, o que dará origem a um nome de usuário para acesso ao endereço de inscrição. Além de poder fazer alterações sobre a inscrição pelo sistema, o candidato também poderá tirar dúvidas sobre o processo pelo telefone 0800 285 8000, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h ou pelo email: upt@educacao.ba.gov.br.
A seleção dos candidatos será feita a partir das notas de Português e Matemática informadas pelos candidatos no ato da inscrição. A lista dos contemplados será divulgada no dia 10 de maio no Portal da Educação. A matrícula deverá acontecer no de 21 a 24 de maio, no turno e local para o qual o estudante optou para cursar, com a apresentação dos documentos expressos no edital, entre os quais os documentos pessoais e os históricos escolares do Fundamental II e do Ensino Médio. As aulas estão previstas para começar no dia 27 de maio e seguem até o mês de dezembro.
Além das aulas, os estudantes têm acesso aos projetos complementares, como seminários, oficinas, simulados, revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e orientação vocacional. Os 11.505 selecionados receberão camisa e material de estudo. Para os cursistas da UNEB e UESB, que obtiverem frequência superior a 75% nas aulas, está garantida a isenção da taxa de inscrição no vestibular.
Para a execução do projeto, serão selecionados pelas universidades parcerias, 1.034 estudantes universitários que atuarão como professores/monitores. Esta é mais uma política pública educacional voltada para a juventude, de modo a oportunizar aos universitários a vivência do exercício da docência. Durante a execução do programa, eles serão acompanhados e passarão por formação.

Vitória da Conquista sedia encontro de educadores para construção do Plano de Formação

formação continuada

A Secretaria da Educação, por meio do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e Superintendência de Políticas para a Educação Básica (Suped), promove na próxima terça-feira (16/04), às 8h30, um encontro com gestores, professores e coordenadores pedagógicos dos Núcleos Territoriais de Vitória da Conquista, Itapetinga e Jequié.
A atividade será realizada no Centro Integrado de Educação Navarro de Brito (CIENB), em Vitória da Conquista e visa a construção colaborativa do Plano de Formação Continuada dos Profissionais da Educação. Este será o quinto encontro realizado e mais de 1300 professores, coordenadores pedagógicos e gestores já colaboraram para esta construção.
“São números que trazem um sentido e dão um significado importante para a elaboração do Plano de Formação. São as vozes de quem está chegando agora na rede, a exemplo dos novos coordenadores pedagógicos, mas também de quem já tem mais tempo, como os gestores e professores. Fazer essa escuta e escrever junto com eles é fundamental”, informou a diretora geral do Instituto Anísio Teixeira, Cybele Amado, que comemora a ampla participação”.
O último encontro, realizado em Itabuna, contou com mais de 200 profissionais da educação.
Depois de Vitória da Conquista, outros sete encontros para a construção do plano serão realizados nos polos formativos, alcançando todos os Territórios de Identidade. Os próximos serão em Caetité dia 17/04 e Itaberaba, dia 22/04.

Mais de mil profissionais da educação já contribuíram para construção do Plano de Formação

formação

O Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna, será a sede do encontro de educadores e gestores dos Núcleos Territoriais de Itabuna, Eunápolis e Teixeira de Freitas, que acontece nesta sexta-feira (12), às 8h. Promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, por meio do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e da Superintendência de Políticas para a Educação Básica (Suped), o encontro visa a construção colaborativa do Plano de Formação.

Somados aos 230 profissionais da educação presentes no último encontro, realizado em Santo Antônio de Jesus, a escuta e escrita coletiva já soma mais de mil “vozes” que contribuíram diretamente na construção do Plano. “São números que trazem um sentido e dão um significado importante para a elaboração do Plano de Formação. São as vozes de quem está chegando agora na rede, a exemplo dos novos coordenadores pedagógicos, mas também de quem já tem mais tempo, como os gestores e professores. Fazer essa escuta e escrever junto com eles é fundamental”, informa a diretora geral do Instituto Anísio Teixeira, Cybele Amado, que comemora a marca das mil contribuições”.

Este será o quarto encontro com vistas à construção do plano, num total de 11. Depois de Itabuna, será a vez de Vitória da Conquista sediar os encontros dos educadores dos Núcleos Territoriais de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista, na terça-feira (16/04).

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia