Estudantes da rede estadual são medalhistas na 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Um total de 37 estudantes da rede estadual foi premiado na 22ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), realizada no mês de maio, nos próprios colégios. Foram três medalhistas de outro, três de prata e 31 de bronze. Os medalhistas são de unidades escolares localizadas em cidades como Santa Inês, Piatã, Salvador, Itabuna, Vitória da Conquista e Maracás. A olimpíada é promovida, anualmente, pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e abrange a participação de alunos dos ensinos Fundamental e Médio de todo o país. 
Os participantes responderam a uma prova constituída por sete perguntas objetivas de Astronomia e três de Astronáutica, elaboradas a partir de temas direcionados a cada um dos níveis defendidos, conforme as séries nas quais estão matriculados, a exemplo de sistema solar, estações do ano, lei da gravitação universal, fases da lua e origem do universo. As provas foram aplicadas nas respectivas escolas, onde serão enviadas as medalhas dos participantes.
 
O estudante Felipe Santiago Menezes, 14, 9º ano, do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, localizado no município de Santa Inês, conquistou a medalha de ouro e também foi pré-selecionado para o processo seletivo de formação das equipes que representarão o Brasil em olimpíadas internacionais em 2020. “Esta é a primeira vez que eu participo desta olimpíada e estou muito feliz com o resultado, pois gosto muito dessa área e, também, irei participar da segunda fase da Olimpíada Nacional de Ciências (ONP), no dia 21 de setembro, na escola”, afirmou.
 
Quem também está vibrando pela conquista da medalha de ouro é Homero Silva Macedo, 17, 2º ano, do Colégio Estadual Coronel Horácio de Matos, localizado no município de Piatã. “Sempre tive interesse por Astronomia e me identificou muito com as disciplinas exatas. Eu fiz uma boa prova e realmente esperava por um bom resultado e, agora, estou muito feliz por ter conseguido uma medalha de outro, porque é a primeira vez que participo da OBA”, revelou o estudante. 
 
Luís Gustavo Gonçalves de Castro, 18, do 4° ano do curso técnico em Informática do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP), em Vitória da Conquista, conquistou medalha de prata. “Sempre gostei de Física e, por conta disso, resolvi participar. Foi uma boa experiência e que vai me abrir portas, pois serviu para ampliar os meus conhecimentos”, disse o estudante, que pretende fazer faculdade de Ciência da Computação quando concluir o curso. 
 
Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Com 10 mil estudantes começa a monitoria estudantil nas escolas estaduais

As monitorias do Mais Estudo (+ Estudo) começaram nesta segunda-feira (16), com o objetivo de fortalecer o processo de ensino e aprendizagem nas escolas da rede estadual. Executado pela Secretaria da Educação do Estado, o programa selecionou 10 mil estudantes com bom desempenho em Língua Portuguesa e Matemática. Eles irão ganhar uma bolsa de R$ 200 pelos próximos três meses para ajudar os colegas com notas abaixo da média nessas disciplinas.
 
De acordo com a superintendente de Políticas para a Educação Básica, Manuelita Brito, o Mais Estudo foi desenhado para apoiar os estudantes que estão precisando de ajuda nessa reta final do ano. “Foi um movimento muito bem-sucedido, no qual toda a rede se engajou e todas as escolas que estavam habilitadas a fazer a adesão de monitores fizeram. Foram mais de 10 mil inscritos, inclusive. Por meio do debate entre pares, estamos estimulando estudantes com melhores resultados a auxiliarem os colegas que precisam do reforço”, explica. 

 As sessões de reforço escolar ocorrem no contraturno das aulas regulares e contam com carga horária de seis horas semanais. Os monitores dedicam outras duas horas, semanalmente, para se prepararem, recebendo orientação pedagógica. Esta primeira fase do Mais Estudo será realizada durante todo o trimestre final de 2019.




Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Estudantes do CJCC de Vitória da Conquista participam de feiras de Ciência e de Empreendedorismo

Os estudantes do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC), localizado na cidade de Vitória da Conquista, participaram da 2ª Feira de Ciências e da 1ª Feira de Empreendedorismo promovidas na unidade, nesse final de semana. A Feira de Ciências teve como destaque o universo microbiológico, mostrada pelos alunos por meio de trabalhos voltados a temas como vacinas; fake news; contaminação em aparelhos tecnológicos por bactérias e fungos; e história em quadrinhos para divulgação científica. Já durante na Feira de Empreendedorismo, os estudantes apresentaram suas características empreendedoras nos estandes de negociação, montados no pátio da unidade.
De forma criativa e divertida, os estudantes apresentaram, também, projetos na área de tecnologia, a exemplo de desenvolvimento de aplicativos e de história através da série Harry Potter. Todos os projetos estudantis estão sendo avaliados para participar da Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA).
O estudante Bruno Lima Silva, 18 anos, do 1º ano do Ensino Médio, contou como foi a experiência de participar, pela primeira vez, das atividades. “Foi muito legal, eu criei um personagem de anime, por meio do qual explico cada parte do corpo humano. Os colegas gostaram e muitos conheceram um pouco mais sobre animes”.
A ex-estudante Joziane Sioti do Carmo, 19, também participou como empreendedora. “Momentos como este são muito importantes, mesmo para os alunos egressos do CJCC. É o momento de reencontrar os amigos e ex-colegas e contribuir com as atividades. Eu participei da Feira de Empreendedorismo com doces que eu produzo desde quando estudava na unidade. Eu vendo estes doces como forma de complementar a minha renda”, destacou.

FECIBA – As feiras escolares, envolvendo projetos nas áreas de Artes, Cultura, Ciências, Matemática e Empreendedorismo, são a primeira etapa para a seleção de trabalhos que serão apresentados no âmbito da 8ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA), promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC). A FECIBA tem como objetivo dinamizar o ambiente escolar e promover o protagonismo estudantil. As feiras escolares foram iniciadas no dia 1º de agosto e prosseguem até 30 de setembro com mostra de trabalhos realizados por estudantes, sob a orientação de um professor.



Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Secretaria da Educação participa de encontro do CONSED sobre a Base Nacional da Profissão Docente

O Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) promoveu, nesta segunda-feira (9), em Brasília, o segundo encontro da Frente da Base Nacional da Profissão Docente. O objetivo da frente é elaborar uma contribuição para a Base Nacional da Profissão Docente construída pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Conselho Nacional da Educação (CNE), juntamente com o CONSED e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME). O trabalho desta frente é coordenado pelo secretário da Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, e pela secretária da Educação de Roraima, Leila Perussolo.
 
A Agenda da Aprendizagem foi elaborada pelos secretários estaduais de educação e pela UNDIME e possui sete temas estratégicos com demandas urgentes para o MEC e um deles é sobre a formação dos professores. A temática propõe uma articulação com as universidades e a Construção da BNCC da Formação de Professores, em articulação com o MEC e o CNE. Para isto, duas frentes de trabalho foram criadas: Frente da Formação Continuada para os Novos Currículos e a Frente da Base Nacional da Profissão Docente.
 
O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou da importância desta ação colaborativa e dos encaminhamentos da frente junto ao MEC. “Existem desafios muito claros sobre a agenda de aprendizagem do CONSED e aqui está demarcado um espaço muito forte de um regime de colaboração e nós, dos governos estaduais, e, posso dizer assim, dos governos municipais, temos uma expectativa muito grande com o MEC. Mas, não podemos deixar escorregar a expectativa em um momento deste para que o MEC possa, de fato, cumprir o papel que lhe é cabido nesse regime de colaboração”, afirmou.
 
A secretária de Educação de Roraima, Leila Perussolo, destacou a importâncias das contribuições em torno da frente. “A discussão será enriquecida com esse olhar de cada território dos atores envolvidos e a gente tem avançado muito nesta frente, porque este espaço tem se ampliado. Aqui é um grupo compacto de sistematização, de alinhamento das muitas vozes, olhares e percepções dos nossos espaços e territórios”, salientou.  
 

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Estado realiza até sexta-feira (13) adesão ao projeto Mais Estudo de monitoria estudantil

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza, até sexta-feira (13), o processo de seleção de monitores do projeto Mais Estudo. O projeto, de monitoria estudantil, é voltado para o fortalecimento das aprendizagens em Língua Portuguesa e Matemática nas escolas da rede estadual de ensino. Com o projeto, estudantes com bom desempenho escolar apoiarão outros colegas no reforço das aprendizagens e receberão uma bolsa mensal de R$ 200,00 nos próximos três meses.
Para participar do projeto, os gestores escolares devem acessar o Portal da Educação (
www.educacao.ba.gov.br), identificar o número de vagas disponíveis para a sua escola, informar dados gerais sobre os professores que atuarão como supervisores e os estudantes monitores selecionados, conforme os critérios estabelecidos no edital do Mais Estudo, sendo um deles que o estudante deve ter média igual ou superior a oito. Uma comissão da escola participará da seleção internamente.
A superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Falcão, fala sobre este processo. “O processo é bem simples para dar a maior agilidade na implantação do projeto, que já deverá estar em pleno funcionamento, com as monitorias sendo iniciadas no dia 16 de setembro”, afirmou.
A previsão é que sejam investidos recursos na ordem de R$ 4,5 milhões no auxílio monitoria, beneficiando 10 mil estudantes. Além de fortalecer as aprendizagens dos estudantes, o Mais Estudo também visa despertar no aluno monitor o desejo pela prática docente por meio de atividades de natureza pedagógica e contribuir com práticas inovadoras de ensino e de aprendizagem, considerando a fluidez do diálogo e a aproximação existente entre os estudantes.



Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Secretaria da Educação do Estado lança nesta sexta (6) a edição do #TransformaÊ 2019


A Secretaria da Educação do Estado realiza, nesta sexta-feira (6), às 14h, no auditório do Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, o lançamento da edição 2019 do #TransformaÊ: Virada Educacional Bahia, que tem como tema “Sabe, eu sou escolado. Sou nota dez, tô aprovado”. O evento contará com performance de dança do grupo Black Dance, que é formado por estudantes; apresentação do RAP TransformaÊ; além de uma roda de conversa sobre o tema “Protagonismo juvenil, o engajamento para a melhoria da qualidade da educação da Bahia e o cuidado com a Escola”.
 
A edição do #TransformaÊ deste ano acontecerá no dia 20 de setembro, quando as escolas da rede estadual de ensino deverão promove, simultaneamente, 12 horas seguidas de atividades para integrar as escolas, as famílias e a comunidade local. Dentre as atividades, destacam-se: oficinas, apresentações culturais, jogos educativos, rodas de conversa, exposições artísticas, intervenções sociais, exibições de filmes e outras.


Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Escolas mobilizam estudantes em ações pedagógicas de prevenção ao suicídio


Os estudantes estão sendo envolvidos em uma série de atividades pedagógicas nas escolas estaduais relacionadas à Campanha do Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio. A campanha na rede estadual foi lançada nesta semana pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), por meio do programa Saúde do Professor, e a Secretaria da Saúde do Estado (SESAB) com o objetivo de promover uma maior compreensão e conscientização sobre o problema e prevenir o suicídio. Dentre as ações que serão realizadas, durante todo o mês, estão palestras com especialistas, a exemplo de psicólogos e assistentes sociais, além da abordagem do tema por meio das linguagens artística e cultural.
 
Nesta quarta-feira (4), os estudantes do Colégio Estadual Abdias Menezes, localizado na cidade de Vitória da Conquista, sudoeste baiano, participaram do projeto “Todos pela vida”. A iniciativa será realizada até sexta-feira (6), envolvendo rodas de conversas, dinâmicas de relaxamento e palestra com psicólogos. Um dos temas abordados, nesta quarta, foi o controle da ansiedade.
 
A estudante Kevelyn Gomes, 18 anos, do 9º ano do Ensino Fundamental, falou sobre a participação no projeto. “É muito importante falar sobre o suicídio, pois desta forma podemos ajudar a quem está passando por problemas e combater o bullying, que também causa transtornos em muitos jovens. Eu estou muito feliz de participar, precisamos saber que a vida não pode parar, temos que superar as dificuldades de cabeça erguida”, destacou.
 
Além das ações nas escolas, serão veiculadas palestras virtuais com diversos temas, todas as terças e quintas-feiras de setembro, sempre às 14h30 pelo link: (www.telesaúde.ba.gov.br). Outra ação nas escolas é a divulgação do Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio (Neps), da SESAB. O serviço, que integra o portfólio do Centro de Antiveneno da Bahia (Ciave), atua na prevenção de suicídios e na redução de reincidências da tentativa destes eventos. A equipe do núcleo é formada por enfermeiros, psicólogas, terapeutas ocupacionais, psiquiatras e estagiários de Psicologia, que atendem pacientes de todas as idades. O acesso ao serviço se dá através de demanda espontânea ou por casos de tentativa de suicídio identificados em emergências. As atividades do núcleo foram iniciadas em 1991 e, atualmente, o núcleo é referência na Bahia e no Brasil. As ações do NEPS incluem orientação aos pacientes e familiares, e, também, a preparação de equipes de Saúde.
 
Sobre o Setembro Amarelo
No Brasil, o “Setembro Amarelo” foi criado em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com a proposta de associar a cor ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10 de setembro). A ideia é pintar, iluminar e estampar o amarelo nas mais diversas resoluções, garantindo mais visibilidade à causa.


Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Seis estudantes baianos tomarão posse como deputados federais no Parlamento Jovem Brasileiro 2019

A Secretaria da Educação do Estado recebeu, nesta segunda feira (2), os seis estudantes que irão representar o Estado da Bahia, em Brasília, por meio do Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) 2019. Eles estão entre os 78 alunos das redes pública e privada de todo o Brasil, que terão a oportunidade de vivenciar, na prática, de 23 a 27 de setembro, o trabalho dos deputados federais. No decorrer da experiência, os alunos participantes vão elaborar projetos de leis e debater, na Câmara dos Deputados, temas de grande importância para o país.
 
Os estudantes selecionados da Bahia são Adriele Barbosa, do Colégio Estadual Senhor do Bonfim, localizado em Salvador; Adriele Lisboa, do Colégio Estadual Mario Teixeira de Freitas, também de Salvador; Igor dos Santos, do Colégio Estadual Ouro Negro, em Candeias; Maria Antonia Dezidério, do Colégio Militar de Salvador; Juliana Gomes, do Villa Campus de Educação, de Salvador; e Mariana Santos Gomes, do Colégio Sementes do Saber, localizado em Conceição do Almeida.
 
O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, parabenizou os estudantes e falou da importância da iniciativa. “A gente se orgulha muito destes jovens que estão neste lugar de destaque e estou muito contende de transmitir esta mensagem de reconhecimento do governador. Os estudantes terão a oportunidade de conhecer Brasília, verão o ambiente do congresso federal e irão vivenciar uma grande experiência de protagonismo”, destacou.
 
>> Veja mais fotos aqui 


Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Secretarias estaduais da Educação e da Saúde realizam nas escolas ações de prevenção ao suicídio

No mês dedicado ao “Setembro Amarelo” – campanha que visa a conscientização sobre a prevenção ao suicídio –, as secretarias estaduais da Educação (SEC) e da Saúde (SESAB) realizarão nas escolas da rede estadual uma grande campanha sobre a temática. A programação será iniciada nesta terça-feira (3), às 14h, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), com a palestra “O império das imagens, a era digital e a saída suicida”. A atividade envolverá a participação dos professores e estudantes do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, que participam do projeto Grupo de Amigos Motivadores (GAM), cujo objetivo é prestar apoio socioemocional aos colegas que sofrem de problemas a exemplo da depressão. Além de palestras presenciais nas escolas ministradas por psicólogos e assistentes sociais, serão veiculadas palestras virtuais com diversos temas e que poderão ser acessadas por professores das redes estadual e municipais de educação, além de profissionais da atenção básica da área da Saúde e população em geral.  O link das web palestras estará disponível, a partir de terça (3), nos portais das duas secretarias (www.educacao.ba.gov.br e www.saude.ba.gov.br). 

A superintendente de Recursos Humanos da SEC, Rosário Muricy, falou da importância da campanha. “A Secretaria da Educação está potencializando estas ações nas unidades escolares como uma forma de mobilizar, prevenir e enfrentar o tema, pois esta é uma questão de saúde pública delicada e da maior gravidade, mas que temos a responsabilidade de enfrentar e, por isso, a SEC e a SESAB estão mais uma vez juntas em uma ação de prevenção. Nosso compromisso com o ‘Setembro Amarelo’ é desmistificar e trazer a importância de se falar sobre o tema como medida de prevenção. Assim, podemos dar início a essa batalha pela vida”, destacou. Para a coordenadora do Programa Saúde do Professor da SEC, Elisabete Dias Assunção, é essencial que todos acessem as web palestras para terem conhecimentos sobre os temas a serem abordados. “Os conteúdos buscam conscientizar sobre os sintomas e fatores de risco, além de desconstruir mitos e enfatizar a importância do gerenciamento do autocuidado”, afirmou. 

Sobre o Setembro Amarelo


No Brasil, o “Setembro Amarelo” foi criado em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com a proposta de associar a cor ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10 de setembro). A ideia é pintar, iluminar e estampar o amarelo nas mais diversas resoluções, garantindo mais visibilidade à causa. Ao longo dos últimos anos, escolas, universidades, entidades do setor público e privado e a população de forma em geral se envolveram neste movimento que vai de norte a sul do Brasil. 

Confira a programação das web palestras:

  • 03/09 – 14h, tema: O império das imagens, a era digital e a saída suicida”
  • 10/09 – 14h30, tema: “Riscos da automedicação”
  • 12/09 – 14h30, tema: “Suicídio da população negra”
  • 17/09 – 14h30, tema: “Automutilação: do desespero ao pedido de ajuda”
  • 24/09 – 14h30, tema: “Bullying: violência e prevenção do suicídio”

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Representantes do Colegiado Escolar eleitos pela comunidade tomam posse

Representantes do Colegiado Escolar, eleitos entre o final de julho e início de agosto passados, estão tomando posse em seus cargos, nas unidades escolares da rede estadual da capital e do interior. Composto por estudantes, professores, funcionários e familiares, o colegiado tem como missão contribuir para a gestão escolar democrática e participativa das escolas na concepção, na execução, no controle, no acompanhamento e na avaliação dos processos administrativos e pedagógicos da ação educativa. Os novos membros empossados no conselho têm a expectativa de contar com a colaboração de todos no processo de melhorar cada vez mais a qualidade da Educação no Estado.  

Empolgado com a nova missão como representante dos estudantes no Colegiado Escolar do Colégio Estadual Jorge Amado, localizado na cidade de Guajeru, Ruan Santos, 21 anos, 2º ano do Ensino Médio, ressalta o importante momento vivido pela comunidade escolar. “Ao participarmos do processo, estamos contribuindo para a construção de uma escola cada vez mais democrática e participativa, sempre visando a melhoria da qualidade pedagógica, tendo uma comunidade mais participativa”. 

Já no Colégio Estadual Zuleide Freire de Abreu, localizado na cidade de Jacaraci, no sudoeste baiano, o coordenador pedagógico da unidade, Gildásio Souza e Silva, eleito como um dos representantes dos professores no colegiado, fala sobre a importância da participação de todos na vida escolar. “Eu sou recém-chegado na unidade, então será uma ótima oportunidade de colocar em prática, de forma mais ativa, ações que contribuem para uma boa gestão pedagógica. É bom destacar, também, a participação dos pais, que é fundamental para que os estudantes sintam uma continuação, uma extensão da escola em casa”. 

Colegiado Escolar 
O Colegiado Escolar tem mandato de dois anos e os membros se reúnem mensalmente para colaborar com a melhoria da escola. Dentre as ações prioritárias do colegiado, destacam-se: acompanhamento e avaliação do Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola e do Plano de Gestão e do Regimento Escolar; monitoramento e parceria com o corpo docente e equipe gestora para cumprimento do Calendário Escolar; participação no planejamento, análise e aplicação dos recursos financeiros; e articulação com a equipe gestora, incentivando o desenvolvimento de ações para a integração entre a escola, a comunidade e o território.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia