Estudantes de Barra do Choça lançam a 3ª edição do “Jornal do Dária”

16_7

Para divulgar informações do cotidiano da escola e do município, os estudantes do Ensino Médio noturno do Colégio Dária Viana de Queiroz, localizado em Barra do Choça,  no Sudoeste do Estado, criaram o “Jornal do Dária”. O periódico, resultado da oficina de produção de jornal estudantil, está em sua terceira edição e desta vez vem com 12 páginas com editorias como tecnologia e redes sociais, opinião, economia, variedades e meio ambiente, tudo produzido a partir do olhar dos estudantes sobre a realidade que vivenciam.

A ideia do jornal, lançado na noite desta quinta-feira (14), no pátio do colégio, foi do professor José Amorim, que também é jornalista e especialista em Educomunicação. Segundo o professor, a implantação do jornal foi uma forma de aplicar seus conhecimentos em sala de aula e estimular a escrita nos seus alunos. “É um trabalho enorme, pois tenho que produzir, editar matéria e diagramar o jornal, em um tempo muito curto, mas o resultado vale à pena quando vejo tudo pronto. A emoção deles ao ver o produto final, ter o jornal em suas mãos, ver cada foto e ler as matérias escritas por eles, é extremamente gratificante, uma sensação de dever cumprido”, relata.

A diretora da unidade escolar, Maria Aparecida Barbosa, conta que o jornal além de estimular a leitura e a escrita nos alunos, melhora o desempenho em sala de aula dos estudantes. “O jornal é um grande motivador do pensamento crítico e observador dos nossos estudantes. A partir da criação do jornal, eles buscaram ler mais, observar as coisas ao seu redor, escrevem e até participam mais das aulas. O Jornal do Dária é revolucionário, porque em uma época de redes sociais, uma escola promover o conhecimento através de um jornal impresso, é ir na contramão da tecnologia e ainda assim fazer sucesso”, comemora.

Marly Lucena, 47 anos, está concluindo o Ensino Médio e conta que voltou a estudar após 25 anos. Para Marly participar do jornal foi essencial para se dar bem nas disciplinas e com as ferramentas tecnológicas. “Minha turma ficou com um tema bem amplo, falamos sobre história do nosso país, direcionado para a ditadura militar. Pesquisamos, assistimos um vídeo na sala de aula e buscamos muitas coisas na internet. O jornal me incentivou a ler mais, a escrever e a navegar na Internet”.

Seu colega, Samuel Almeida, 19, também concluinte do Ensino Médio, fez o trabalho de editor da equipe. “O meu trabalho foi organizar o texto antes de passar para o professor. Minha turma ficou com o tema Sindicato. Conversamos com o ex-diretor, o diretor atual e alguns filiados do Sindicato dos Servidores Municipais de Barra do Choça. Foi um trabalho legal e importante para todos, porque a gente aprende muito, além de passar informações para toda a cidade, pois o jornal tem grande alcance”, explica.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Concurso de Escritores Escolares divulga lista de vencedores

escritores escolaresA quarta edição do Concurso de Escritores Escolares, promovido pela Fundação Pedro Calmon (FPC), revelou os vencedores em evento no foyer do Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador, na quarta-feira (12). No total, 18 redações e poesias inéditas foram selecionadas. Os textos foram escritos por alunos do Ensino Fundamental I e II e do Ensino Médio de escolas públicas e privadas de todo estado da Bahia.
Felipe Sacramento, 10 anos, venceu a categoria Redação do Ensino Fundamental I. A redação do estudante, que já havia conquistado o terceiro lugar na edição do ano passado, foi elogiada pela forma madura de abordar temas considerados complexos para a idade de Felipe.

Já na categoria Poesia do Ensino Fundamental I, a vencedora foi a Sofya Souza, 10, que é da cidade de Andaraí, na Chapada Diamantina. A poesia ‘Chapada de Fogo’ emocionou a todos que estavam no momento da premiação. Foi a primeira vez que a estudante e a escola onde ela estuda participaram do concurso.

Os primeiros lugares de cada categoria levaram um notebook e um kit com 50 livros; os segundos lugares ganharam um tablet e um kit com 40 livros; já os terceiros lugares, um leitor de e-book e um kit com 30 livros.

Recorde

A 4ª edição do concurso bateu recorde de 1,2 mil inscritos, em mais de 60 cidades da Bahia, alcançando 26 dos 27 Territórios de Identidade do estado. “Dos 18 premiados, nove são do interior do estado. Esse concurso representa a criatividade e o talento a serviço da cidadania”, afirmou o diretor-geral da Fundação Pedro Calmon, Zulu Araújo.

Neste ano, as escolas com maior número de alunos inscritos também foram premiadas. A cerimônia teve início com apresentação da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), com o grupo Camerata Bahia Cordas, que animou os participantes.

Lista dos selecionados:

Ensino Fundamental I – Poesia
1º Lugar – Sofya Souza Santos – Andaraí
2º Lugar – Alessandra Santos – Salvador
3º Lugar – Kauã Lima – São Francisco do Conde

Ensino Fundamental I – Redação
1º Lugar – Felipe Sacramento – Salvador
2º Lugar – Mirlane Santos – Camacã
3º Lugar – Natan Bessa – São Francisco do Conde

Ensino Fundamental II – Poesia
1º Lugar – Uexsirlei Amorim – Salvador
2º Lugar – Jocimara Ribeiro – Brumado
3º Lugar Ana Lara dos Santos Eunápolis

Ensino Fundamental II – Redação
1º Lugar – Lara Vasconcelos – Salvador
2º Lugar – Felipe Adorno da Silva – Salvador
3º Lugar – Alisson de Carvalho – Lauro de Freitas

Ensino Médio – Poesia
1º Lugar – Breno Argolo – Salvador
2º Lugar – Josuel Barreto – Lajedinho
3º Lugar – Luiza Santana – Salvador

Ensino Médio – Redação
1º Lugar – Gabriel da Silva – Feira de Santana
2º Lugar – Laís Costa – Salvador
3º Lugar – Vinícius Ribeiro – Salvador

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Convocados do Partiu Estágio têm até 21 de dezembro para se apresentar

partiu estagio

Termina na próxima quinta-feira (21) o prazo para apresentação dos convocados do Programa Partiu Estágio. A convocação, divulgada no site da Secretaria da Administração (Saeb) no dia 7 de dezembro, é a terceira chamada do segundo edital do programa e contempla 771 universitários baianos de instituições privadas, federais e estaduais. Os convocados receberam e-mail de convocação na mesma data, com informações sobre a entrega de documentos e em qual órgão deverá se apresentar.

De acordo com o edital do Programa Partiu Estágio, os selecionados têm prazo de dez dias úteis para se apresentarem no local indicado, sob pena de perderem a vaga para a qual foram encaminhados. Ainda é necessário atentar para toda a documentação solicitada: a apresentação parcial dos documentos não assegura a oportunidade de estágio no Governo do Estado. Ao todo, já foram contratados 4.135 estudantes universitários por meio do Partiu Estágio.

O contrato terá duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação. As atividades a serem desenvolvidas estarão previstas no Plano de Estágio, documento que será assinado pelo estudante, pela instituição de ensino superior e pelo órgão contratante, juntamente com o Termo de Compromisso de Estágio. A carga horária de atividade é de quatro horas diárias e de 20 horas semanais. Durante a vigência do estágio, o estudante terá direito a bolsa mensal, auxílio-transporte e recesso remunerado proporcional.

Gerido pela Saeb, o programa garante acesso a oportunidades de formação a jovens universitários que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no CadÚnico e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. É necessário, entre outras coisas, que o universitário tenha idade mínima de 16 anos e que tenha cumprido pelo menos 50% de sua graduação, desde que ministrada presencialmente por instituição com sede na Bahia.

Terceira_convocacao_Partiu_Estagio_7dez2017

Documentação:

O estudante deve ficar atento aos documentos exigidos para começar a estagiar. Serão solicitados:

– Comprovante de residência
– Original e cópia da Carteira de Identidade
– Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF
– Original e cópia de carteira de identidade do representante legal ou do termo de guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso
– Declaração da instituição de ensino informando o semestre letivo, o turno de estudo, o curso de formação e sua natureza presencial e a conclusão de, no mínimo, 50% do curso
– Comprovante de matrícula e frequência na instituição de ensino
– Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público
– Original e cópia do título de eleitor, se for o caso
– Original e cópia do certificado de reservista, se for o caso
– Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS
– Comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso
– Histórico escolar do Ensino Médio
– Declaração da escola em que cursou o ensino médio, como bolsista integral, se for o caso
– E-mail convocatório emitido pelo sistema.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Terminam nesta sexta (15) as inscrições do concurso para professores e coordenadores pedagógicos do Estado

professores concurso

As inscrições para o concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino, promovido pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias da Educação e da Administração, terminam às 14h (horário de Brasília), desta sexta-feira (15). São ofertadas 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. As inscrições, no valor de R$ 100 para ambos os cargos, estão sendo feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas.

O concurso será para 40 horas semanais e representa uma das ações estratégias que vêm sendo adotadas pelo Estado para fortalecer o eixo pedagógico nas escolas estaduais. “Este concurso vem sendo esperado há muito tempo pelos educadores e o governador Rui Costa, mesmo diante da situação econômica do país, tomou esta decisão que fortalece o eixo pedagógico das escolas e, consequentemente, a nossa qualidade do ensino”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

Oferta

Uma das novidades deste concurso são as vagas para professores com licenciaturas interdisciplinares em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Matemática ou licenciatura interdisciplinar em Matemática e Computação e suas Tecnologias. As vagas para professores também contemplam diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, os com licenciaturas em Ciência Biológicas, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Ciências da Sociedade, Filosofia, Artes, Educação Física, História, Artes e habilitação em Química oriundo de curso superior.

Para coordenador pedagógico, é preciso ter curso de Pedagogia. Tanto para professor quanto para coordenador pedagógico é exigido diploma registrado de conclusão de curso superior de graduação, conforme estabelecido no edital, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Aplicação das Provas

O concurso terá três etapas. As provas objetivas (1ª etapa) e discursivas (2º etapa) serão aplicadas no dia 25/02/2018, para todos os cargos, no período da manhã, nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Somente será corrigida a prova discursiva dos candidatos habilitados e melhores classificados nas provas objetivas. A terceira etapa é a prova de títulos, para fins de pontuação dos candidatos habilitados na prova discursiva.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia 

Estudantes da rede estadual se despedem do ano letivo 2017

alunos final ano letivo

O ano letivo 2017 na rede estadual chega à sua reta final e os estudantes que passaram direto tiveram, nesta quarta-feira (13) o último dia de aula de acordo com o calendário oficial da Secretaria da Educação do Estado. A quinta-feira (14) vai ser dedicada ao Conselho Escolar e o período de recuperação será de 15 a 20 de dezembro. Nas escolas, o clima  foi de despedida do ano letivo de 2017.  No Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Salvador (CJCC), localizado no Colégio Estadual da Bahia (Central), no bairro de Nazaré, os estudantes que fazem a oficina de Robótica comemoravam o êxito nos estudos regulares e a participação nas oficinas oferecidas pelos CJCC.

Foi o caso de Laimane Varjão, 18, que concluiu o 2º ano do Ensino Médio no Colégio Estadual Padre Palmeira, em Mussurunga, e faz a oficina de Robótica no CJCC, no turno posto ao ensino regular. “Estou muito alegre por ter passado direto, até porque já passei por recuperação no ano anterior e passar direto é uma vitória. Neste ano, eu acho que amadureci bastante com relação aos estudados, que passaram a ser em primeiro lugar na minha vida”, afirmou, ao destacar a importância do Centro Juvenil no seu processo de ensino e aprendizado. “Já tenho dois anos no CJCC e desde que entrei, vi os estudos como algo muito melhor. A Robótica me ajudou a me interessar mais pela tecnologia, a estudar e a me aprimorar das coisas que não tinha vontade”.

O estudante Ítalo Gabriel, 15 anos, que vai para o segundo ano do Ensino Médio, no Central, participa das oficinas de Robótica, Inglês, Games e Aplicativos no CJCC. Para ele, as oficinas foram essenciais para o seu bom desempenho no Ensino Médio. “Meu ano foi bastante positivo, acabei fazendo amigos e conhecendo estas áreas de oficinas o que me ajudou bastante na escola regular, porque aqui no CJCC aprendo um pouco de tudo, aprendo sobre as escolas e também a convier em grupo, ter novas ideias e a ganhar maturidade para a vida”, afirmou, ao falar do que está sentindo. “Vou sentir muitas saudades da galera, mas já estou na expectativa de 2018”, afirmou.

O diretor do  CJCC de Salvador, Alcides Magalhães, disse que 2017 foi um ano especial para o Centro que ofertou 22 oficinas e atendeu a cerca de 1.200 alunos. “Este foi um ano de muita felicidade porque conseguimos marcar presença em eventos importantes como a Campus Party e o 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual. O mais importante é saber que os estudantes cumpriram sua jornada e deram um salto qualitativo educacionalmente e como cidadãos, por meio de uma educação pública com inovação e transformada”, afirmou.

O Colégio Estadual Rotary, no bairro de Itapuã, em Salvador, o professor de História, Lázaro do Espírito Santos, também fez um balanço positivo sobre o ano letivo de 2017. “No geral, o nosso colégio desenvolveu uma série de atividades pedagógicas importantes, com destaque para a Flicor (Feira Literária do Colégio Rotary), um projeto multidisciplinar que mobilizou toda a comunidade escolar, bem como o I Ayomicida, evento multicultural voltado à temática da consciência negra”, relatou o educador.

final ano letivo 1

Conquistas

O diretor do Rotary, Erweuter Volkart, destacou os avanços pedagógicos e citou as parcerias com o Balcão da Cidadania; o Rotary Clube da Bahia; e as instituições da própria comunidade, como a Casa da Música. “Também promovemos a nossa segunda feira literária, com a participação de escolas municipais; fizemos o nosso festival desportivo-cultural homenageando os municípios do interior; e realizamos o nosso desfile da beleza negra e a Expo Saúde, além de termos tido outras conquistas paralelas, como por exemplo ter ganhado o campeonato de handebol do JERP (Jogos Estudantis da Rede Pública) ”, enumerou.

Fonte:  Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Virtual Educa: Tecnologias da Informação e Comunicação são debatidas com Banco Mundial

virtual educa

 

 O uso pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) em sistemas educacionais foi debatido nesta segunda-feira (11), no âmbito da reunião do Conselho de Diretores da Fundação Virtual Educa, na sede do Banco Mundial, em Washington (EUA). Presente à atividade, o secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro, destacou ações que estão em curso na Bahia, a exemplo do Programa de Ensino Médio por Intermediação Tecnológica (Emitec).
O Ensino Médio com Intermediação Tecnológica é uma oferta estruturante da Secretaria da Educação do Estado que faz uso de uma rede de serviços de comunicação multimídia que integra dados, voz e imagem, se constituindo em uma alternativa pedagógica para atender a jovens e adultos dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) que, prioritariamente, moram em localidades distantes (ou de difícil acesso) em relação a centros de ensino e aprendizagem onde não há oferta do Ensino Médio.
“São locais onde muitas vezes nem mesmo é possível chegar de carro, mas a aula chega diariamente e os estudantes podem, inclusive, interagir com os educadores e tirar dúvidas em tempo real. São mais de 21 mil alunos situados em mais de 400 localidades. Inclusive temos um aluno desta modalidade de ensino, o Dikson, de 15 anos, que já coleciona 12 medalhas em competições de Matemática, sendo atualmente medalhista de ouro da Olimpíada Brasileira de Matemática”, destacou Pinheiro.
O secretário também citou que mais de mil professores da rede estadual estão participando da formação para a implementação de uma parceria entre a Secretaria e o Google com foco no uso de aplicativos educacionais em sala de aula, a partir do uso de Chromebooks. “O foco do trabalho que estamos desenvolvendo é no eixo pedagógico das escolas, porém com o uso da tecnologia como ferramenta, para tornar mais atrativo e dinâmico o ensino e a aprendizagem”, destacou, ao completar que este projeto deve envolver mais de 28 mil educadores e 572 escolas.
A reunião no Banco Mundial fez parte de uma ampla agenda que o secretário Walter Pinheiro está cumprindo em Washington, com foco na preparação para a Bahia sediar, em junho de 2018, o XIX Encontro Internacional Virtual Educa.

 

Inscrições para curso de aperfeiçoamento para professores e coordenadores pedagógicos terminam nesta terça (12)

professores concurso

Terminam, nesta terça-feira (12), as inscrições para o curso “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, destinado a professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino. As inscrições são feitas, exclusivamente, via internet, e seguem até às 23h59, do dia 12/12. Na modalidade de Educação à Distância (EAD), o curso será iniciado no dia 1° de fevereiro de 2018.

O curso faz parte das ações do Governo do Estado para a promoção dos educadores dos Ensinos Fundamental e Médio do magistério público estadual. Os participantes concluintes do curso terão um ganho médio de 14% em seus vencimentos até maio de 2019. O pagamento de 6% sobre o vencimento básico dos educadores, referente à primeira promoção, será feito ainda este ano. O valor da segunda promoção será antecipado em setembro de 2018. As promoções estão condicionadas à inscrição e à frequência dos professores e coordenadores na capacitação, dividido em dois módulos.
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, falou sobre a iniciativa. “Esta é mais uma das ações que estamos implementando para fortalecer o eixo pedagógico das escolas. Mesmo em uma conjuntura econômica nacional adversa e enfraquecida, o governador Rui Costa toma esta atitude, que valoriza a carreira do magistério por meio da promoção dos professores e coordenadores. Portanto, este curso irá trazer também um grande benefício para a rede, fortalecendo a pedagogia da escola e o processo de ensino e aprendizagem com o uso das novas tecnologias”, afirmou.
Sobre o curso - O curso tem como objetivo tornar evidente na prática pedagógica da rede pública estadual de ensino a natureza transformadora das tecnologias educacionais, seja na vertente operacional ou na humanizadora, no processo de ensino-aprendizagem nas diversas áreas do conhecimento. As aulas serão realizadas fazendo uso de uma estrutura tecnológica e metodológica que possibilitará aos professores e coordenadores pedagógicos acessá-lo, por meio de ambiente virtual de aprendizagem através do site www.sec.ufba.br. Para o acesso, o educador deverá fazer uso do nome de usuário e senha, fornecidos através do e-mail informado no ato da inscrição.
O curso terá a carga horária integral de 120 h, e será constituído de dois módulos de 60h cada. O primeiro terá três etapas divididas em: Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) para a comunicação e coleta de dados (25 h); TDIC para Comunicação, Produção e Colaboração (25 h); e Avaliação do Módulo (10 h). O segundo módulo também terá três etapas divididos em: TDIC para Organização e Criação (25 h); Ambientes Virtuais de Aprendizagem (25 h); e Avaliação do Módulo (10 h). Para a conclusão do curso “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais” serão exigidos o aproveitamento com média 6,0 e a frequência mínima de 75% da carga horária total do curso.
DÚVIDAS FREQUENTES:
- Quanto ao quantitativo de Vagas:
O Curso será destinados a todos os Professores e Coordenadores Pedagógicos integrantes da Carreira do Magistério do Ensino Fundamental e Médio do Estado da Bahia e enquadrados nos termos da Lei nº 10.963, de 16 de abril de 2008, que esteja em efetivo exercício:
1. no âmbito da Secretaria da Educação;
2. de mandato eletivo em Entidade Sindical;
3. a disposição de qualquer órgão ou entidade da Administração Pública Estadual;
4. como ocupante de cargo eletivo.

– Quanto ao prazo de inscrição:
De 06/12/2017 até 12/12/2017.

- Quanto ao comprovante gerado ao final da inscrição:
Serve apenas como garantia da inscrição.

– Quanto ao acesso ao ambiente virtual de aprendizagem para realização do curso:
Na segunda quinzena do mês de janeiro/2018 os servidores inscritos no curso receberão um email informado, o nome de usuário e senha, para acesso ao ambiente virtual de aprendizagem.

- O servidor integrante da Carreira do Magistério do Ensino Fundamental e Médio do Estado da Bahia que não se inscrever, frequentar ou  for aprovado no curso o que vai acontecer?
Não terá a promoção nos graus da Carreira.

- Quanto ao servidor com mais de um vínculo:
O servidor com acumulação legal de 2 (dois) cargos de magistério ao se inscrever estará efetivando a inscrição em ambos os vínculos, desde que atenda aos requisitos em cada um dos cargos.

Situações impeditivas de inscrição no curso:
O servidor que estiver:
I – afastado por motivo de licença com perda dos vencimentos;
II – afastado por motivo de suspensão disciplinar ou preventiva;
III – à disposição de qualquer órgão ou entidade da administração pública direta ou indireta, federal ou municipal, exceto, neste último caso, se o mesmo estiver em efetivo exercício na respectiva Secretaria de Educação.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Inscrições para o concurso na Educação seguem até terça-feira (12)

professores orientam sobre redijae pro enem

 

As inscrições do concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino seguem até a próxima terça-feira (12). Estão sendo ofertadas 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. As inscrições, no valor de R$ 100 para ambos os cargos, estão sendo feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas (www.concursosfcc.com.br).

 O secretário Walter Pinheiro disse que o concurso será para 40 horas semanais e representa uma das ações estratégias que vêm sendo adotadas pelo Estado para fortalecer o eixo pedagógico nas escolas estaduais. “Este concurso vem sendo esperado há muito tempo pelos educadores e o governador Rui Costa, mesmo diante da situação econômica do país, tomou esta decisão que fortalece o eixo pedagógico das escolas e, consequentemente, a nossa qualidade do ensino”, afirmou Pinheiro.

 Oferta – Uma das novidades deste concurso são as vagas para professores com licenciaturas interdisciplinares em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Matemática ou licenciatura interdisciplinar em Matemática e Computação e suas Tecnologias. As vagas para professores também contemplam diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, os com licenciaturas em Ciência Biológicas, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Ciências da Sociedade, Filosofia, Artes, Educação Física, História, Artes e habilitação em Química oriundo de curso superior.

 Para coordenador pedagógico, é preciso ter curso de Pedagogia. Tanto para professor quanto para coordenador pedagógico é exigido diploma registrado de conclusão de curso superior de graduação, conforme estabelecido no edital, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Remuneração - Para o cargo de professor padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação de Estímulo às Atividades de Classe, no percentual de 31,18% incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 668,92, perfazendo um total de  2.814,28. Para o cargo de Coordenador Pedagógico, Padrão P,  grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação por Condições Especiais de Trabalho, no percentual de 34,75%, incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 745,51, totalizando R$ 2.890,87.

Aplicação das Provas – O concurso terá três etapas. As provas objetivas (1ª etapa) e discursivas (2º etapa) serão aplicadas no dia 25/02/2018, para todos os cargos, no período da manhã, nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Somente será corrigida a prova discursiva dos candidatos habilitados e melhores classificados nas provas objetivas. A terceira etapa é a prova de títulos, para fins de pontuação dos candidatos habilitados na prova discursiva.

Acesse o edital completo no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Secretaria promove maratona tecnológica para a construção de sites escolares

 

maratona tecnologica 2

Estudantes, professores e diretores de 20 unidades escolares da rede estadual foram desafiados, nesta quinta-feira (7), na Hackaton – maratona de construção de sites. O evento, promovido pela Secretaria da Educação do Estado e realizado no Colégio do Estado da Bahia – Central, em Salvador, possibilitou que cada escola criasse o ambiente virtual da instituição. No pátio do Colégio Central foram instaladas 20 ilhas de produção, cada uma formada por um aluno, um docente e um gestor de escolas da capital baiana, da Região Metropolitana de Salvador e do interior do Estado.

A coordenadora de Articulação de Projetos de Tecnologias e Audiovisuais da Secretaria, Carla Almeida, explicou que o grande desafio é que as escolas participantes cheguem no final da maratona com os seus sites prontos. “Na verdade, estamos realizando o segundo hackaton. O primeiro foi para a criação de aplicativos, que realizamos, este ano, na Campus Party. O interessante desta ação, agora, é que reunimos os três principais núcleos de cada unidade escolar, dentro de um contexto de produção colaborativa, a partir do uso dos Chromebook (notebook portátil equipado com o sistema operacional Chrome OS, desenvolvido pelo Google, focado em ferramentas web e baseado no conceito de nuvens), dentro do projeto da Secretaria da Educação de uso desses aparelhos nas escolas para a construção de conhecimentos”.

O estudante Franklin Gomes, 18, 3º ano, do Centro Noturno de Educação da Bahia (CENEB) de Senhor do Bonfim, achou empolgante a proposta da ação de construir o site da escola com a participação do estudante. “Muito interessante a ideia, porque o resultado é um produto em que toda a comunidade escolar vai se identificar. Estamos criando um ambiente que não seja algo padronizado, mas que atenda às nossas expectativas de divulgar os projetos e eventos da nossa unidade”, relata o aluno que, mesmo nunca tendo passado pela experiência, considerou acessível o programa utilizado: o Google Sites.

Aluna do curso técnico de Informática do Centro Técnico de Educação profissional (CETEP) de Barreiras e, também, do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) no município do Oeste baiano, Lays de Oliveira, 17, disse que, pela familiaridade com o universo das tecnologias virtuais, o desafio foi encarado com muita tranquilidade. “Foi muito tranquilo para mim, mas o interessante é a oportunidade de aplicar aqui tudo que aprendi do CJCC. Construir o site do CJCC nesta maratona está sendo uma forma de agradecer por tudo que o Centro investiu em mim”.

A vice-diretora do CJCC de Salvador, Isabel das Virgens, comentou sobre a importância da maratona. “Está sendo uma atividade inovadora, que propõe a mão na massa por alunos, professores e gestores, de forma igualitária, para a construção do site da escola. Além disso, esta troca de experiências com a comunidade escolar de outras cidades é extremamente importante porque agrega conhecimentos a todos”.

O professor de Matemática e Física do Colégio Estadual Alaor Coutinho, em Praia do Forte, Aguinaldo dos Santos Jr., também comemorou a iniciativa do evento. “A construção coletiva do site da unidade é uma forma de integrar mais a comunidade escolar e de mostrar que Educação, hoje, combina com habilidade tecnológica. Os alunos estão adorando a experiência de criar o ambiente virtual do qual se identifica e, consequentemente, eles irão se interessar em contribuir para alimentar o site”.

Instituições participantes
Participaram da Hackaton – maratona de construção de sites as seguintes unidades escolares: CEEE Álvaro de Melo Vieira (Ilhéus), CEEE Álvaro de Melo Vieira (Ilhéus), Instituto de Educação Gastão Guimarães  (Feira de Santana), Colégio Estadual Félix Mendonca (Itabuna), CEEP Regis Pacheco (Jequié), Colégio Estadual Mimoso do Oeste (Luiz Eduardo Magalhães), CEEP da Região Metropolitana  (Camaçari), Colégio Estadual Bartolomeu de Gusmão (Lauro de Freiras), Colégio Estadual Alaor Coutinho (Mata de São João), Centro Noturno de Educação da Bahia (Senhor do Bonfim) e CETEP Adélia Teixeira (Vitória da Conquista), além do CEEP Newton Sucupira e do CEEP Carlos Correa de Menezes Santana, bem como dos colégios estaduais  Luiz Fernando Macedo Costa, Odorico Tavares, Luiz Tarquínio, Rafael Oliveira, Paulo Américo de Oliveira, Aplicação Anísio Teixeira e Colégio da Polícia Militar, estes últimos localizados em Salvador.

Fonte:  Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Governo vai convocar nova turma de estudantes para o Partiu Estágio

partiu estagio

Durante o #PapoCorreria desta quarta-feira (6), o governador Rui Costa anunciou que novos estudantes serão convocados para o Partiu Estágio. A nova lista vai estar disponível no site da Secretaria da Administração (Saeb) nesta quinta-feira (7), convocando 771 jovens que deverão se apresentar ao órgão ou entidade em que irão estagiar no prazo de dez dias úteis. Desde o lançamento do projeto, em abril deste ano, já foram contratados quase cinco mil jovens para estágio no serviço público baiano.
Além de poderem conferir a lista disponível no site da Saeb, os universitários selecionados serão informados da convocação por meio do e-mail cadastrado no momento de sua inscrição no programa. Para assegurarem o estágio no Governo do Estado, é preciso apresentar a documentação listada em edital no ato da apresentação. Quem não entregar toda a documentação exigida, ou não se apresentar ao órgão ou entidade no prazo estipulado, perderá a vaga de estágio.
O Partiu Estágio é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso a oportunidades de estágio a jovens universitários de instituições federais, estaduais e privadas da Bahia que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada.
Podem participar universitários regularmente matriculados em cursos presenciais, desde que tenham idade mínima de 16 anos e que tenham cumprido pelo menos 50% do seu curso de formação. O Partiu Estágio alcançou o total de 43.513 inscritos em seus dois editais: 20.108 no primeiro, com 1.947 contratados por meio de quatro convocações, e 23.405 no segundo, com 2.188, com duas convocações.
Documentação:  
O estudante precisa ficar atento aos documentos exigidos para começar a estagiar. Serão solicitados:
- Comprovante de residência
- Original e cópia da Carteira de Identidade
- Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF
- Original e cópia de carteira de identidade do representante legal ou do termo de guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso
- Declaração da instituição de ensino informando o semestre letivo, o turno de estudo, o curso de formação e sua natureza presencial e a conclusão de, no mínimo, 50% do curso
- Comprovante de matrícula e frequência na instituição de ensino
- Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público
- Original e cópia do título de eleitor, se for o caso
- Original e cópia do certificado de reservista, se for o caso
- Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS
- Comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso
- Histórico escolar do Ensino Médio
- Declaração da escola em que cursou o ensino médio, como bolsista integral, se for o caso
- E-mail convocatório emitido pelo sistema.